Andebol

Portugal inicia frente à Hungria apuramento para o Europeu 2016 de andebol

A seleção portuguesa de andebol inicia na quarta-feira, frente à Hungria, em Miskolc, a fase de qualificação para o Europeu 2016 que inclui ainda Rússia e Ucrânia.

Portugal prepara-se para Europeu de Andebol

Autor
  • Agência Lusa

A fase final do Europeu, a realizar de 15 a 31 de janeiro de 2016, na Polónia, finalista na qualidade de anfitrião, está ao alcance dos dois primeiros classificados de cada um dos sete grupos, aos quais se irá juntar o melhor terceiro.

O selecionador português Rolando Freitas reconhece que o grupo é “extremamente difícil”, dado o “nível elevado das seleções envolvidas”, pelo que à seleção portuguesa é pedido que tenha a “coragem de lutar pelo apuramento”, que escapa desde 2006.

Rolando Freitas acredita que cada uma das seleções pode vencer os seus adversários, pelo que a incógnita quanto ao vencedor do grupo, ao qual aponta como favoritos Rússia e Hungria, irá prevalecer até ao final do apuramento.

O sorteio afastou as principais seleções da atualidade da rota da seleção lusa — nomeadamente Dinamarca, Espanha, Croácia e França –, mas colocou no caminho a Rússia, à qual Portugal nunca ganhou em jogos oficiais, Hungria e Ucrânia.

A primeira jornada do grupo 5 inclui apenas o jogo Hungria-Portugal, dado que o Rússia-Ucrânia foi adiado para 28 de abril de 2015, facto que faz com que o segundo adversário da seleção lusa tenha mais tempo para descansar antes de viajar para Vila Nova de Gaia.

A Rússia, segunda classificada do “ranking” masculino, e a Hungria (oitava) são as seleções que em situação normal batalharão pelos dois primeiros lugares do grupo e pelo apuramento direto para a Polónia.

A Ucrânia e Portugal, 28.ª e 32.ª do “ranking”, respetivamente – em seis jogos a seleção lusa venceu quatro -, poderão, no entanto, “atrapalhar” as contas e baralhar a questão “lógica” do apuramento.

A chamada do guarda-redes cubano naturalizado português Alfredo Quintana, do FC Porto, constitui a novidade da seleção portuguesa para a jornada dupla de Portugal com Hungria e Rússia.

Alfredo Quintana já tinha feito parte do leque de opções de Rolando Freitas para o estágio e jogos particulares realizados com a Tunísia, de 16 a 20 de setembro, mas agora estreia-se em jogos oficiais.

Além da confirmação de Alfredo Quintana, há ainda a registar, em relação à convocatória anterior, os regressos dos “estrangeiros” Tiago Rocha, do Orlen Wisla Plock (Polónia), Wilson Davyes, HBC Nantes (França) e Jorge Silva, Anaitasuna (Espanha).

Jogadores convocados:

  • Guarda-redes: Hugo Figueira (Benfica), Ricardo Candeias (Sporting) e Alfredo Quintana (FC Porto).
  • 2.ª linha: Fábio Antunes (ABC), Pedro Solha (Sporting), Ricardo Moreira (FC Porto), Pedro Portela (Sporting), José Costa (Benfica) e Tiago Rocha (Orlen Wisla Plock, Plo).
  • 1.ª linha: Gilberto Duarte (FC Porto), Fábio Magalhães (Sporting), Bosko Bjelanovic (Sporting), Wilson Davyes (HBC Nantes, Fra), Nuno Roque (FC Porto), Rui Silva (Sporting), Cláudio Pedroso (Benfica), Pedro Spínola (Sporting) e Jorge Silva (Anaitasuna, Esp).

 

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site