Greve

Tenho viagem de avião marcada para a TAP nos dias da greve. E agora?

496

Remarcar os voos da TAP ou pedir o reembolso do dinheiro são as duas hipóteses possíveis, sendo que reagendar as viagens para os dias próximos dos da greve pode ser complicado.

A greve está marcada para os dias 27, 28, 29 e 30 de dezembro.

LUSA

Se é um dos milhares de passageiros com voo marcado pela TAP para os dias 27, 28, 29 ou 30 de dezembro, pode já começar a pensar em alternativas: ou remarca a viagem, sem qualquer custo adicional, ou pede o dinheiro de volta. O pré-aviso de greve já foi entregue. Pode optar ainda por aguardar mais uns dias, não vão os sindicatos desconvocar a greve, após a reunião de sexta-feira entre os sindicatos e o Governo.

“Neste momento os serviços já estão a avaliar todo o impacto que uma paralisação nestes dias terá”, garantiu o assessor de imprensa da TAP ao Observador, acrescentando que a companhia ainda está a “aguardar possíveis desenvolvimentos sobre esta matéria”.

Na página de Facebook da TAP têm chovido críticas, queixas e perguntas. E se até à entrega do pré-aviso de greve – que ocorreu esta manhã – os serviços da TAP empurravam informações para depois desse momento, avançando apenas com alguns esclarecimentos gerais, desde então a resposta padrão tem sido “envio o código da sua reserva por mensagem privada”.

O Observador preparou-lhe um guia para o ajudar a fintar esta paralisação:

  • Como posso proceder à remarcação do voo ou pedir o reembolso?

Caso pretenda remarcar o voo ou pedir o reembolso dos montantes gastos deve ligar para a linha de atendimento da TAP – através do 21 843 11 00 ou 707 205 700 – entre as 7h15 e as 24h, de segunda a sexta, ou entre as 8h00 e as 20h00, aos fins de semana.

  • Só me remarcam ou reembolsam a viagem de ida – no dia da greve – ou também o de volta?

Todas as soluções são “feitas em diálogo com a pessoa”, garantiu o assessor da empresa, que disse que se uma pessoa viajar a 30 de dezembro para ficar cinco dias em Nova Iorque e com a remarcação só puder viajar a 3 de janeiro, então o bilhete de regresso também será adiado.

  • Vai haver serviços mínimos para os dias de greve?

Sim. Tal como nas greves anteriores, também nesta existirão serviços mínimos, decretados por um Tribunal Arbitral. Assim, de 27 a 30 de dezembro haverá aviões da TAP a circular no espaço aéreo, mas poucos. O assessor da companhia sublinhou ao Observador que “a prática que tem sido seguida é uma interpretação minimalista dos serviços mínimos por parte do Tribunal”. Na prática acaba por haver 10 voos por dia, ao invés dos habituais 300 nestes dias de maior tráfego.

  • Posso viajar naqueles dias noutra companhia?

À semelhança de outras greves, e caso esta greve avance, a TAP poderá recorrer ao encaminhamento para outras companhias, de forma a que as pessoas possam viajar nos dias da greve ou próximo desses dias. O assessor de imprensa frisou porém ao Observador que remarcar voos nestes dias da quadra natalícia é mais complicado pois os voos estão cheios. A TAP informa ainda que os voos da Portugalia também podem ser afetados, uma vez que esta pertence ao grupo.

  • Tenho hotel já pago e um bilhete para assistir a um espetáculo. A TAP vai-me indemnizar?

Esta foi uma das dúvidas que surgiu na página de Facebook da TAP e a resposta dos serviços foi que “eventuais alterações e reembolsos dizem respeito ao bilhete de avião, apenas”.

  • E se tiver comprado a viagem com seguro incluído? O seguro indemniza-me?

A informação que a Companhia de Seguros Allianz Portugal está a prestar às pessoas é que “o seguro não garante qualquer reembolso devido a greve” e mesmo nos casos em que estão previstos reembolsos por parte da seguradora, esses apenas dizem respeito ao bilhete de avião.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mcarrico@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site