Natureza

Portugal faz o vídeo da semana da Vimeo

1.159

"Portugal, o lado selvagem", de Daniel Pinheiro, mostra várias paisagens do nosso país e algumas das espécies que por cá se podem encontrar.

Um camaleão a caminhar lentamente num tronco, uma abetarda a preparar-se para uma demonstração ou um saca-rabos que cruza a paisagem. Espécies que vivem num país onde se encontram montanhas, planícies e praias de perder de vista. Pormenores do lado selvagem português que esta semana foram distinguidas pela The Awardeo Company. Os prémios que reconhecem o talento e esforço dos melhores produtores no Vimeo distinguiram, esta semana, o português Daniel Pinheiro com o filme “Portugal, the wild side” (“Portugal, o lado selvagem”).

Neste vídeo, o fotógrafo de natureza e realizador de documentários inclui cenas de quatro anos de trabalho, incluindo três documentários: “O Cante da Terra” (2013) – que mostra a biodiversidade de Neves Corvo e a relação com o homem, “Entre o céu e as marés” (2012) – que retrata a vida das aves que vivem no estuário do Sado e a influência das marés e “Mondego” (2011) – uma viagem da serra da Estrela ao oceano Atlântico pelo curso do rio.

Mais recentemente participou na produção de cinco episódios de “Wild Untamed Brazil” (“Brasil Selvagem Indomável”), uma série do canal National Geographic.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: vnovais@observador.pt
IPSS

Raríssimas: o Estado é parte do problema

Rui Ramos

Mais do que por uma “vida de luxo”, a direcção da Raríssimas foi atraída por uma “vida de Estado”. Libertar a sociedade deste Estado gordo e promíscuo seria um meio de a libertar das piores tentações.

Brexit

Quem disse que sair da Europa era fácil?

Diana Soller

Esperemos que o executivo britânico se reorganize depressa. Ainda que o divórcio tenha tido até agora pouco de litigioso, uma das partes põe paus na engrenagem. E nas separações todo o cuidado é pouco

Crianças

Há Natais e Natais...

Rute Agulhas

Pais, mães, avós e restante família alargada. Deixemos as crianças viver a magia do Natal. Acreditar, mesmo que seja a fingir, no Pai Natal e nas renas, e na fábrica de brinquedos, e nos duendes.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site