Logo Observador
Lazer

Sugestões para um fim de semana em cheio

155

Um passeio ao pôr-do-sol, cinema gratuito ao ar livre, um festival de comida de rua e música para os mais novos são algumas das sugestões do Observador para este fim de semana.

Este é o primeiro fim de semana de Cine Conchas, o evento de cinema gratuito que todos os anos anima a Quinta das Conchas, em Lisboa

D.R.

Norte

O Museu Judaico do Porto abriu no dia 21 de maio mas, se ainda não conhece, pode visitá-lo este domingo, a partir das 10h00, com a inauguração oficial. O museu fica na Sinagoga Kadoorie Mekor Haim, na Rua de Guerra Junqueiro, e exibe um património inédito de documentos e objetos históricos que ajudam a compreender melhor a cultura, a história e a religião judaicas, bem como a história da Comunidade Israelita do Porto. O museu está aberto todos os dias, das 09h30 às 17h30, com exceção dos sábados e feriados judaicos.

O Projeto Locomotiva celebra seis meses de animação cultural este fim de semana com vários eventos. Um dos mais interessantes é o “Passeio ao pôr-do-sol”, que acontece no domingo, entre as 17h00 e as 22h00. O espaço PELE em conjunto com o Grupo de Teatro Comunitário do Centro Histórico do Porto, vai oferecer uma visita guiada com partida às 17h00 do átrio da Estação de São Bento. O passeio prolonga-se pelo centro histórico até ao Passeio das Virtudes, com vista para o rio Douro, onde se irá realizar um piquenique ao pôr-do-sol, com música e literatura portuguesa à mistura.

Mas há mais. A Locomotiva e a ACE-Teatro do Bolhão apresentam no sábado, às 18h00, “Porto, Granito e Sonho“, uma encenação itinerante que olha para a natureza e para o espírito da Invicta. Começa na Estação de São Bento, passa pela Rua da Madeira e pela Rua das Flores, e termina no Largo de São Domingos. Na noite de sábado, o DJ Nuno Lopes vai animar o espaço junto à Estação de São Bento, entre as 22h00 e as 02h00.

Bernardo Sassetti

Este ano, o concerto de homenagem a Bernardo Sassetti acontece no Porto, na Casa da Música. ©D.R.

Na semana em que Bernardo Bassetti faria 45 anos, a Casa da Música acolhe um concerto de homenagem ao pianista e compositor, falecido a 10 de maio de 2012. Marcado para este domingo, às 21h30, é a primeira vez que o concerto anual, organizado pela Casa Bernardo Sassetti, acontece no Porto. João Paulo Esteves da Silva vai interpretar a solo temas dos álbuns Motion, Ascent e Indigo. Será também possível ouvir “Pescaria”, a sua única composição para big band, que juntará João Paulo Esteves da Silva à Orquestra Jazz de Matosinhos. Em seguida, a Orquestra é levada pela mão dos arranjadores Carlos Azevedo, Filipe Melo, Daniel Bernardes e Iuri Gaspar. Os bilhetes custam 15 euros.

Atenção, pequenada. O Festival Panda regressa este sábado e domingo ao norte, mais concretamente ao Estádio do Mar, em Matosinhos. O tema escolhido da 8.ª edição foi a música e vão estar presentes algumas das maiores estrelas infantis, como o Pocoyo, as Winx, os Looney Tunes, o Matt Hatter, o Ruca e a sua banda, e, claro, novas músicas da Banda do Panda. O bilhete normal custa 20 euros, mas há pacotes especiais para famílias.

O 41.º Festival Internacional de Música de Espinho arranca este sábado com um total de 13 concertos para apresentar no Auditório de Espinho, mas também em vários locais da cidade, como a Capela de Nossa Senhora da Ajuda ou o Parque João de Deus. O primeiro concerto, às 22h00, é um recital de Valeriy Sokolov (violino) e Evgeny Izotov (piano). A entrada custa sete euros.

Centro

Já não falta muito para o início de mais uma edição do festival Milhões de Festa, em Barcelos. Até lá, a organização leva o ambiente do Milhões a várias cidades portuguesas, entre as quais Coimbra. Domingo, a partir das 16h00, atuam, no Aqui Base Tango, os projetos Duquesa, Tresor&Bosxh, Hysterical One Man Orchestra e L&L Soundsystem. A entrada custa três euros.

Dezenas de figurantes vão recriar, este fim de semana em Trancoso, distrito da Guarda, as bodas reais de Dom Dinis e de Isabel de Aragão. Durante dois dias, a “Festa da Históriaque faz parte das Aldeias Históricas de Portugal, oferece ao público várias atividades, entre “bailias, trovas e trovadores, folguedos, desafios e torneios de armas, saltimbancos e bobos”, promete a organização, a cargo da câmara municipal. Também se vão vender pão, doces, arte, artesanato, adornos, licores e frutas, à mistura com tabernas, acampamentos militares e mesteirais medievais.

No último fim de semana de junho, o Castelo de Leiria vai ser invadido por muita animação, entre música, dança, teatro, ateliers e workshops para todas as idades. Organizado pelo Orfeão de Leiria, no “Música no Castelo” destacam-se ainda os blues e a magia.

Sul

Não vai ser fácil fazer silêncio mas, num dos locais mais agitados da Baixa de Lisboa, Camané vai cantar o fado. O momento acontece esta sexta-feira, às 19h00, em frente aos Armazéns do Chiado, onde o fadista português vai apresentar a canções do novo disco, Infinito Presente. É aproveitar.

“Divided Love” é o nome que Daniel Avery, anteriormente conhecido como Stopmakingme, decidiu dar às noites em que convida os seus pares para dividir a cabine. O homem que mistura house, techno, drones cósmicos e new wave vai ocupar, esta sexta-feira à noite, a cabine da discoteca Lux Frágil, em Lisboa, com Barnt a seu lado.

caipijocas

A carrinha da Caipijoka’s vai fornecer caipirinhas, caipiroskas e derivados, no Street Food Festival.©facebook.com/Caipijocas

Depois do primeiro Street Food European Festival, que aconteceu no Estoril e abril, há mais um festival de comida de rua para conhecer, agora no Jardim Municipal de Paço de Arcos, em Oeiras. Entre 25 de junho e 5 de julho vão estar presentes mais de 30 carrinhas/motas/rulotes/bicicletas e outros pontos de venda móveis e criativos, com uma oferta diversificada: dos cachorros aos waffles e das bolas de Berlim ao marisco, passando pelos petiscos, comida vegetariana, caipirinhas, limonadas e sumos naturais. Tal como aconteceu no anterior, o dinheiro não vai circular pelos veículos e bares. Compram-se nos locais indicados para o efeito senhas de 0,50€, 1€ ou 2 € que permitem depois adquirir comida e bebida. Os vales não utilizados não podem ser devolvidos mas o seu valor pode ser doado à instituição Ajuda de Berço, havendo, para o efeito, umas caixas onde se podem colocar esses mesmos vales. De segunda a sexta, o festival funciona entre as 16h e as 23h. Aos sábados e domingos fecha à mesma hora mas abre às 13h. A entrada é gratuita.

Where’s the Party? É na Marina de Cascais, este sábado, e marca o início destas festas de verão. A partir das 16h00 e até à meia-noite vão juntar-se a dupla feminina de DJs Nervo, Felguk, Alok, Diego Miranda e Tom Enzy, todos com o objetivo de pôr a malta a dançar. A entrada custa 15 euros com oferta de uma cerveja Carlsberg. Também estão disponíveis bilhetes VIP, por 30 euros, que dão acesso a uma área reservada dentro do recinto.

O centenário do Orpheu tem, a partir desta sexta-feira, mais um momento alto. O Manifesto Anti-Dantas, a peça de teatro “Sôror Mariana” que lhe deu origem, cartas, publicações da época, obras de artes plásticas e, claro, os originais da revista Orpheu são alguns dos objetos que vão poder ser vistos até 20 de setembro, na exposição “1915, o ano do Orpheu”, no Museu da Eletricidade, em Lisboa. Filmes, música e cartazes publicitários de 1915, textos de provocação como a “Ode Marítima” de Álvaro de Campos e “Manifesto Anti-Dantas” de Almada Negreiros cuja leitura pode ser escutada individualmente pelos visitantes e até uma mota vinda do Museu do Caramulo são outras das pistas para saber mais sobre o ano que produziu a revista que mudou para sempre o rumo da literatura portuguesa.

Fim de semana feliz para quem gosta de feiras de artesanato. Na FIL começa a Feira Internacional de Lisboa, um dos maiores eventos do género em Portugal, e que vai promover também um mercado da cerveja artesanal. No Estoril começa a FIARTIL – Feira de Artesanato do Estoril, na Avenida Amaral, junto ao Casino Estoril. Como sempre, para além do artesanato proveniente de diversos locais, há gastronomia e atividades culturais para todas as idades.

Já começou um dos eventos favoritos dos lisboetas, o Cine Conchas. Com uma seleção variada e de qualidade, todos os anos o jardim da Quinta das Conchas, no Lumiar, em Lisboa, enche-se de cinéfilos à procura de filmes de animação, nomeados aos Óscares deste ano e obras independentes para ver. Sexta-feira, por exemplo, passa o filme “As Vantagens de ser Invisível”, história protagonizada por Emma Watson, Logan Lerman e Ezra Miller sobre a transição entre a adolescência e a idade adulta. No sábado à noite, os mais novos vão gostar de ver o filme de animação “Como Treinares o teu Dragão 2”, que este ano concorreu ao Óscar de Melhor Filme de Animação. Todos os filmes começam às 21h45 e a entrada é gratuita.

Saudades do Doclisboa? Então temos boas notícias. O Festival Internacional de Cinema Documental de Lisboa sai da sala e traz o cinema para a Gare Marítima de Alcântara, esta sexta-feira, sábado e domingo. Nos dias 26, 27 e 28 de junho iremos exibir, ao ar livre, uma seleção de filmes (curtas e longas metragens) no espaço privilegiado do Porto de Lisboa, mais precisamente na Gare Marítima de Alcântara. A programação, com curadoria de Maria Mendes, concentra uma mostra de cinema autoral contemporâneo brasileiro. Além disso, no espaço ao ar livre existe uma área de bar e restauração, com programação música e Djs todos os dias, a partir das 18h00, a cargo da Void Creations.

Com a chegada do bom tempo, também o Jardim da Estrela transforma-se em sala de cinema ao ar livre. Este sábado, às 21h00, vai ser exibido o documentário “Rock Rendez Vous“, sobre aquele que muitos consideram o principal clube de rock português, e que foi símbolo das alterações culturais que estavam a transformar a sociedade portuguesa nos anos 80. Zé Pedro dos Xutos, Rui Pregal da Cunha dos Heróis do Mar, Rui Veloso, Rui Reininho, Xana dos Rádio Macau, Adolfo Luxúria Canibal, António Manuel Ribeiro dos UHF, o diretor da Blitz Miguel Cadete e muitos outros ajudam a contar a história deste documentário realizado por Ricardo Espírito Santo. Há cadeiras, mas o público que quiser ficar na relva é convidado a levar uma manta para ficar mais confortável.

Quem nunca foi a um Festival Coral vai poder fazê-lo entre 26 e 29 de junho. Pelo Centro Cultural de Belém, Mosteiro dos Jerónimos, Museu de Marinha e Jardim Vasco da Gama vão passar 22 coros de todo o mundo, entre os quais o Coro Gulbenkian e o coro alemão Studio Vocale Karlsruhe. São mais de 700 os músicos e coralistas que se juntam nesta que é a 4ª edição do maior evento coral feito em Portugal. Grande parte dos concertos, que fazem parte das Festas de Lisboa, tem entrada livre.

O Observatório Astronómico de Lisboa organiza, este sábado, a primeira visita encenada de homenagem ao astrónomo e oficial da marinha César Augusto de Campos Rodrigues, no centenário da sua morte. A partir das 11h30, o público vai ser conduzido pelas instalações do edifício para conhecer os instrumentos que Campos Rodrigues terá utilizado e aperfeiçoado. Uma visita encenada para envolver o público numa conversa que apresenta a ciência na primeira pessoa. O acesso é gratuito.

festival-med2014

O Festival MED já começou a animar o Algarve com músicas do mundo, fado e gastronomia. ©Divulgação

A primeira Feira Renascentista de Vila Viçosa acontece este fim de semana, no Terreiro do Paço desta vila eborense. A viagem ao passado faz-se com arruadas pelas ruas, espetáculos de fogo, um mercado, momentos musicais com sonoridades de outros tempos e muito mais. Também em Évora termina a Feira de São João, que desde o dia 19 de junho está instalada no Rossio de S. Brás, em celebração dos santos populares.

Em Beja, mais concretamente em Ferreira do Alentejo, atuam os Expensive Soul, sábado, na Feira Nacional da Água e do Regadio.

No Algarve começou, na quinta-feira, mais uma edição do Festival MED, que até domingo leva a Loulé músicas do mundo, homenagens ao fado e à dieta mediterrânica. As portuguesas Cati Freitas, Raquel Tavares e a guineense Karyna Gomes, a fanfarra eletrónica israelita Balkan Beat Box, o projeto multicultural Skip&Die, os sul-coreanos Jambinai e o congolês Baloji são algumas das atrações do evento.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: socoelho@observador.pt