Brasil

Lula da Silva pede suspensão de inquérito sobre tráfico de influência

Ex-presidente brasileiro pediu a suspensão do inquérito que o investiga por tráfico de influências no Ministério Publico Federal. Lula alega que houve irregularidades na abertura do processo.

SEBASTIAO MOREIRA/EPA

O ex-Presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva pediu este sábado a suspensão do inquérito que o investiga por tráfico de influências no Ministério Publico do distrito federal de Brasília, alegando que houve irregularidades na abertura do processo.

Lula da Silva é investigado por supostamente favorecer a construtora Odebrecht a obter contratos durante viagens para África e na América Latina, entre 2011 e 2014, quando já não era chefe de Governo.

“Diante do espanto da abertura de um Procedimento Investigatório Criminal (PIC), sem nenhum indício de crime, e isso está nos despachos dos procuradores, e pelas diversas irregularidades na abertura do PIC, os advogados do ex-presidente (…) apresentaram uma reclamação disciplinar ao Conselho Nacional do Ministério Público”, informou o Instituto Lula, em nota, na noite de sexta-feira.

Além de pedir a suspensão do inquérito, os advogados de Lula solicitaram a avaliação da conduta do procurador Valtan Timbó Mendes Furtado, que pediu a abertura do PIC.

Segundo o Instituto Lula, o procurador violou deveres funcionais por interferir em uma apuração preliminar que estava a ser conduzida pela procuradora titular e por ter ignorado a manifestação de defesa do ex-Presidente.

Os advogados também criticam o procurador por tentar “promover a quebra de sigilo fiscal e de correspondência de Lula”.

Segundo a revista Época, o Instituto Lula também solicitou junto da Procuradoria que a investigação decorra em sigilo, o que foi aprovado pelos procuradores.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Primeiro-Ministro

António Costa: o eterno número dois

João Marques de Almeida

Costa está a substituir o líder porque não há outro e porque Sócrates não pode liderar o PS. O PS socrático não tem hoje alternativa. Mas eles sabem que o PM não é o verdadeiro líder do seu partido.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site