Logo Observador
Exercício

Sem tempo ou motivação para o ginásio? Contrate um “personal trainer”

417

Quando a falta de vontade ou tempo nos impede de ir ao ginásio, um treino personalizado pode ser a solução. Reunimos uma lista de profissionais, de norte a sul do país, para não ter mais desculpas.

À primeira vista Sónia Morais Santos parece uma mãe como as outras: quatro filhos, 41 anos e uma casa para cuidar. A diferença? Adora estar em forma e ter uma vida saudável. Uma paixão que já a levou a percorrer os ginásios de Lisboa mas também a desistir de todos. “Sempre que me inscrevia num novo ginásio perdia o entusiasmo ao fim de um mês e nunca mais lá voltava”, confessa. A motivação voltou quando ouviu falar de Pedro Almeida, um personal trainer do Treino em Casa que se desloca a lugares como a sua casa, escritório ou jardim com um plano de treino personalizado para o ajudar a atingir os objetivos pretendidos.

“Normalmente, estes profissionais da área do desporto avaliam a sua condição física, adequam os treinos à sua disponibilidade e ainda dão conselhos nutricionais”, explica Sónia, que partilha alguns resultados dos treinos no seu blogue Cocó na Fralda. Pedro confirma. “A minha equipa opera tanto em Lisboa como no Porto e temos um serviço que se destaca pelo acompanhamento e conveniência.” Mas quais são as vantagens de um personal trainer em virtude de um treino no ginásio? “A motivação e rentabilização do tempo”, garante Sónia. “Por muito que à segunda-feira não me apeteça fazer exercício, o Pedro toca-me à campainha e tenho pena se não lhe abrir a porta.”

E será que compensa ter um PT, quando comparado com os preços do ginásio? “Eu pagava uma mensalidade e era dinheiro mal gasto porque arranjava sempre desculpas para não ir. Se não era a falta de tempo eram as dores musculares ou a preguiça”, afirma Raquel Brinca, outra mãe de 38 anos adepta deste tipo de treinos. Os preços, esses, variam consoante os objetivos e condições. “Uma sessão presencial por semana ronda os 152€ por mês”, revela Pedro Almeida. E não faltam clientes. O sucesso tem sido tanto que o personal trainer prepara-se para lançar um livro com dicas de corrida e alimentação.

preparação-fisica-760x380

João Martins tem atualmente um carteira de 14 clientes e grande parte deles são do sexo feminino. © João Martins

À semelhança de Pedro, João Martins também é personal trainer. Desta vez, no Algarve. Um pack de quatro sessões ronda os 200€/mês e ainda tem acesso a uma aplicação com treinos virtuais. “Personal training é um serviço de treino individualizado, adaptado às características físicas de cada indivíduo, às suas necessidades reais e limitações enquanto que os treinos no ginásio são iguais para toda a gente”, explica João. Para isso, existem programas específicos desenhados para idosos, crianças, pós-parto, aumento muscular, perda de gordura e até reabilitação.

De norte a sul, há profissionais especializados por todo o país prontos a melhorar a sua condição física, saúde e estilo de vida. Aponte esta lista e mentalize-se: acabaram-se as desculpas.

  • Braga: César Cerqueira faz sessões personalizadas que rondam os 20€.
  • Porto: Paulo Ferreira e Tiago Leite, do Pure Training, têm treinos individuais que podem ir até aos 40€. A primeira sessão é gratuita.
  • Lisboa: Pedro Almeida, do Treino em Casa, faz planos presenciais de uma vez por semana por 152€/mês. Existe ainda um programa virtual de 12 semanas a que pode aceder por 68€.
  • Algarve: João Martins oferece quatro sessões (o que equivale a uma vez por semana) por 200€/mês ou oito sessões (duas vezes por semana) por 250€/mês. A primeira avaliação é grátis.

Texto editado por Ana Dias Ferreira.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: ssilva@observador.pt
Porto de Lisboa

Os estivadores venceram. O meu país perdeu

José Manuel Fernandes

Que dizer de um acordo que impede uma empresa de contratar mais trabalhadores? E que permite progressões na carreira mesmo sem mérito? A chantagem corporativa venceu, pela mão do governo da geringonça