David Neeleman

TAP lança novas rotas para Nova Iorque e Boston

A TAP está a reforçar presença no mercado norte-americano. Novos voos entre Lisboa e Nova Iorque e Lisboa e Boston vão arrancar entre junho e julho. Novos aviões A330 também estão a caminho.

José Goulão/LUSA

A TAP vai reforçar a sua presença nos EUA com novos voos diários para Nova Iorque e para Boston a partir de Lisboa, anunciou esta segunda-feira o empresário norte-americano David Neeleman aos jornalistas, em Nova Iorque. A nova operação, cujos voos estarão à venda a partir desta segunda-feira, entra em vigor a partir do dia 11 de junho, no caso da rota de Boston, e a partir de 1 de julho, no caso da ligação para Nova Iorque. Os novos aviões Airbus A330 chegam à TAP também em junho.

Além destas novas rotas, a TAP vai reforçar também as ligações com Miami e Newark, aumentando a oferta de voos diários durante o verão, e mantendo os voos diretos que se realizam duas vezes por semana entre o Porto e Newark. No total, e segundo dados avançados pela companhia, a TAP passará a ter 30 voos semanais entre Portugal e os EUA. 

No caso de Nova Iorque, os voos vão sair de Lisboa às 17h e chegam ao aeroporto de JFK às 20h; no regresso, saem de Nova Iorque às 23h30 e chegam a Lisboa às 11h30 do dia seguinte, segundo explica a companhia em comunicado. Para Boston, os voos terão partida de Lisboa às 14h25 e chegada às 17h, sendo que no sentido inverso o voo parte de Boston às 19h45 e chega a Lisboa às 7h20 do dia seguinte.

O novo negócio inclui ainda a aquisição de novos aviões Airbus A330, que chegarão à TAP também em junho e que vão servir estas duas novas rotas para Boston (aeroporto internacional de Logan) e para Nova Iorque (aeroporto JFK). A frota de longo curso da TAP aumenta assim para 20 aeronaves, que se juntam à encomenda de 53 novos aviões Airbus.

O anúncio foi feito esta segunda-feira pelo empresário norte-americano responsável pelo consórcio que comprou a TAP, David Neeleman, numa conferência de imprensa realizada no aeroporto nova-iorquino John F. Kennedy. Precisamente à mesma hora que decorria a conferência de imprensa, o presidente da TAP, Fernando Pinto, era recebido pelo regulador de aviação para esclarecer o que cabe ou não na decisão de gestão corrente da companhia aérea. Tanto as novas rotas comoos contratos com os novos aviões já estariam assinados antes da decisão da ANAC de limitar a gestão da companhia. 

A presença da TAP no aeroporto de JFK, Nova Iorque, vai ser feita num registo de partilha de voos com a Jet Blue, companhia área low cost fundada por David Neeleman e na qual o empresário ainda é acionista.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rdinis@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site