Logo Observador
Aviação

Angolana TAAG anuncia reforço de voos para Lisboa já este mês

A transportadora aérea angolana TAAG anunciou um reforço de três ligações semanais entre Luanda e Lisboa, totalizando 11 voos semanais para a capital portuguesa.

A companhia aérea de bandeira estatal, TAAG, está desde 2015 sob gestão dos árabes da Emirates

JOAO RELVAS/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

A transportadora aérea angolana TAAG anunciou, esta quinta-feira, um reforço de três ligações semanais entre Luanda e Lisboa como principal alteração da nova grelha de horários que vai vigorar entre 27 de março e 29 de outubro de 2016.

Em comunicado enviado à Lusa, a companhia aérea de bandeira estatal, desde 2015 sob gestão dos árabes da Emirates, justifica as alterações com a necessidade de “proporcionar um leque de opções mais abrangente” e nomeadamente “uma maior interconectividade nos voos de trânsito entre as diferentes escalas e destinos”.

A transportadora sublinha que aumenta o número de frequências para algumas rotas específicas, criando também “favoráveis oportunidades de ligações com os voos internacionais, principalmente para Portugal”.

Além da operação entre Luanda e o Porto, a TAAG vai passar a oferecer mais três frequências semanais para Lisboa, totalizando 11 voos semanais para a capital portuguesa.

“Assim sendo, os passageiros serão servidos com voos diurnos às terças, quintas, sextas e domingos, com saídas de Luanda às 12h45 minutos e regresso às 23h00, permitindo melhores ligações com outros destinos, a partir de Luanda”, explica a companhia.

A Lusa noticiou em outubro de 2014 que a TAAG tinha sido autorizada pelo Governo angolano a contrair um empréstimo de 238 milhões de euros para adquirir duas aeronaves Boeing 777-300ER, de uma encomenda de três, o primeiro dos quais entrou ao serviço em junho do mesmo ano.

A primeira das duas restantes aeronaves, indicou à Lusa fonte da TAAG, deverá chegar a Luanda ainda este mês e outra durante abril, mas com um atraso de cerca de três meses face ao previsto inicialmente.

A nova grelha da TAAG implica alterações nas rotas para o Brasil, com a companhia a assegurar quatro frequências semanais para São Paulo e três para o Rio de Janeiro, um ajustamento de horário nas ligações entre Luanda e Havana (Cuba), entre outras alterações, também nos voos regionais africanos da companhia, por forma “a permitirem-se ligações diretas com outros pontos”, principalmente Lisboa e Porto.

“Nesta perspetiva, a companhia oferecerá uma adequada escolha aos seus clientes nas suas viagens, intercontinentais, regionais e domésticas”, sublinha a TAAG.

Na operação doméstica haverá um reforço com três frequências “nos destinos de maior procura”, casos das ligações de Luanda para Cabinda, Lubango e Catumbela, “principalmente nos finais de semana, altura em que a demanda aumenta”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt