Logo Observador
Presidente da República

Marcelo promulga decreto sobre sistema de avaliação mas lamenta ausência de consenso

O Presidente da República anunciou que vai promulgar o decreto-lei sobre o novo modelo de provas de aferição no ensino básico, mas lamentou a ausência de consenso sobre a matéria.

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

O Presidente da República anunciou a promulgação o decreto-lei do Governo que introduz um novo modelo de provas de aferição no ensino básico, mas lamentou a ausência de consenso e pediu previsibilidade em matéria de avaliação.

Numa nota publicada na página da Internet da Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa escreve que “o sistema de avaliação é uma das matérias de desejável consenso político e previsibilidade social”.

“Infelizmente, o consenso não se afigura, neste momento, possível, olhando à radical contraposição entre o sistema de provas finais de ciclo do Governo anterior e o sistema de provas de aferição do atual Governo. Sendo impossível o consenso desejável, cumpre, ao menos, garantir a previsibilidade social”, acrescenta.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Governo

Erupção cutânea

Maria João Avillez
416

Quem não ganha uma erupção cutânea nas estranhas circunstâncias políticas de hoje? Este meu último surto foi provocado pela oficialização do “não é bem assim”.

Liberdades

Mais liberalismo ou menos socialismo?

Vítor Cunha

Para galvanizar a juventude para o liberalismo não basta o "argumento da superioridade moral do individualismo": é necessário remover o incentivo para que depender do salário de Estado seja atraente.

Polémica

PHDA e metilfenidato: mitos e realidade

SPDA

Sociedade Portuguesa de Défice de Atenção 
responde a vice-presidente da Ordem dos Psicólogos sobre hiperatividade, défice de atenção e consumo de metilfenidato em Portugal.