Logo Observador
Celebridades

Angelina Jolie pode sofrer de anorexia, afirmam várias publicações

Será que a atriz e realizadora norte-americana sofre de anorexia? Está muito magra, pesará só 36 kg. Especialistas afirmam que pode sofrer dessa doença que a leva a perder peso excessivamente.

Getty Images

Circulam rumores de que a atriz de “A Troca” pode sofrer de anorexia. As primeiras suspeitas começaram a surgir durante a apresentação do filme de animação “Kung Fu Panda 3” em que a atriz dá a voz a uma das personagens.

A suspeita de que a atriz pesa 36 kilos foi adiantada pela National Enquire, numa capa onde é afirmado que a atriz pode estar gravemente doente e que já teve de ser hospitalizada. Segundo a publicação o seu marido, o ator Brad Pitt, teria implorado à mulher que procurasse ajuda o mais rapidamente possível. Especialistas médicos afirmam que a atriz pode sofrer de anorexia, uma doença difícil de tratar, informa o artigo da revista.

Sem nome

A atriz norte americana confessou, em 2013, ter perdido bastante peso em 2007, após a morte da mãe, mas que tenta ser saudável pelo bem dos seus seis filhos. Em 2014, uma ex-babysitter dos filhos casal de atores revelou que Jolie terá sofrido de anorexia durante a adolescência, informa o site Celebrity.

O site Gossip Cop, conhecido por desmentir rumores sobre celebridades, afirma que a atriz se sente de boa saúde e que os rumores são totalmente falsos, citando uma fonte próxima do casal.

Em 2013 a atriz submeteu-se a uma dupla mastectomia preventiva e em 2015 retirou os ovários, para prevenir o aparecimento de cancro – a mãe de Angelina Jolie morreu devido a um cancro na mama.

A atriz encontra-se de momento no Camboja a filmar seu próximo filme: “First They Killed my Father”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
António Costa

Sim, isto é mesmo como na Grécia

Rui Ramos

Não é só em Portugal: também a Grécia festeja um resultado orçamental histórico. O método foi o mesmo: reduzir o Estado a controle, empregos, e favores para amigos, e cortar o resto sem piedade. 

Crónica

Ocasiões de choradeira

Miguel Tamen

O maior serviço que a televisão presta é pelo contrário o de proporcionar a quem nela aparece a falar ocasiões de choradeira: dar azo ao apreço que quem fala sente por si próprio.