Logo Observador
Beleza e Bem Estar

O que querem dizer os ingredientes que lemos nos cremes anti-idade?

Quando compra um creme anti-idade sabe o que vai colocar na pele? Compreender os ingredientes mais comuns nos cosméticos é uma forma de não se deixar enganar por publicidade demasiado cor-de-rosa.

Ridofranz/iStock

Autor
  • Helena Magalhães

As famosas viagens de carro do comediante James Corden colocaram, esta semana, o tema da idade no ar. “You’re just not aging” diz Corden à cantora Gwen Stefani, acrescentando que ela fica mais nova ao invés de envelhecer. Rumores de botox e cirurgias plásticas à parte, Stefani tem, aos 46 anos, uma pele (e um corpo) invejada por qualquer mulher, razões mais do que suficientes para já ter dado rosto a várias campanhas de beleza para marcas como a L’Oréal Paris, O.P.I ou Urban Decay. E o que é que as mulheres fazem quando veem celebridades a dar a cara por maquilhagem ou tratamentos de rosto? Compram-nos por impulso porque querem ficar iguais a elas.

É aqui que entra uma pergunta: quando compra um creme de rosto sabe realmente o que está a comprar? Lê os rótulos? Percebe os ingredientes que está a aplicar na sua pele? Ou simplesmente compra pelo nome, pela marca ou pela celebridade associada?

A grande maioria dos cremes anti-idade não diz que elimina as rugas mas sim que “minimiza o aparecimento de rugas” ou “reduz visivelmente as linhas finas” e isto não se deve aos ingredientes “xpto” que um creme contém mas sim, em grande parte, aos níveis de hidratação que fazem com que uma ruga melhore visivelmente num curto espaço de tempo. A revista americana Good Housekeeping explica: a pele é como uma esponja, enrugada e áspera quando está seca e suave e macia quando lhe adicionamos água. Infundir a pele com hidratantes é a forma mais rápida de a melhorar. Onde é que os ingredientes anti-idade como retinol ou péptidos entram? Trabalham a longo prazo, exatamente para minimizar os problemas associados ao envelhecimento cutâneo.

DISNEY CHANNEL PRESENTS THE RADIO DISNEY MUSIC AWARDS - Entertainment's brightest young stars turned out for the 2016 Radio Disney Music Awards (RDMA), music's biggest event for families, at Microsoft Theater in Los Angeles on Saturday, April 30. "Disney Channel Presents the 2016 Radio Disney Music Awards" airs Sunday, May 1 (7:00 p.m. EDT). (Image Group LA /Disney Channel) GWEN STEFANI

Aos 46 anos, a cantora Gwen Stefani tem uma das peles (e corpo) mais invejadas, tendo já dado o nome por inúmeras campanhas de beleza e cosmética: Foto: Image Group LA /Disney Channel

Os principais ingredientes anti-idade

Saber o que cada ingrediente de nome complicado faz é a maneira mais fácil de comprar cremes e linhas de tratamento que melhor atuem naquilo que realmente precisa para a sua pele. E porque gostamos de ser práticos, sugerimos também, para cada ingrediente, um produto que o contém para compreender o que deve procurar nas prateleiras dos supermercados e perfumarias.

Retinol

É dos ingredientes mais populares nos cosméticos anti-idade e é uma molécula derivada da vitamina A que, trocando por miúdos, é uma substância comprovada cientificamente como uma das mais poderosas armas contra o envelhecimento. Ao atuar na genética das células, consegue melhorar o seu trabalho, potenciar a sua renovação, aumentar a produção de colagénio e, em resultado, consegue uma pele mais firme, melhora as rugas, as marcas e os problemas associados ao envelhecimento cutâneo. Pode usar em creme ou sérum mas sempre à noite porque é um ingrediente sensível à luz solar. A gama Revitalift de L’Oréal Paris contém Pro-Retinol AvançadoTM, um ativo que atua nas rugas e ajuda a reforçar a tonicidade da pele.

AHA e BHA

Os Alpha Hydroxy Acid (ou alfa-hidroxiácido) são ácidos que derivam de frutos que têm propriedades rejuvenescedoras. O mais comum, na beleza, é o ácido glicólico (como na máscara Peeling Glicólica de Caudalie) com forte poder de regeneração da pele. São ingredientes bons para peles normais a secas com danos solares ou cicatrizes porque ajudam a hidratar e melhoram a produção de colagénio. Por outro lado, o Beta Hydroxy Acid (ou beta-hidroxiácido) diz respeito ao ácido salicílico (como na gama Normaderm de Vichy), um composto químico idêntico ao usado nas aspirinas e que, na pele, é ótimo para combater a oleosidade, o acne e as vermelhidões ao ter uma ação exfoliante, purificante e de desobstrução dos poros

Vitamina C

Rica em ativos rejuvenescedores, está comprovada a sua função no aumento da produção de colagénio, aka redução de rugas. Por ser uma vitamina tão importante, há ainda a destacar a sua ação na uniformização do tom de pele — porque clareia alguns tipos de manchas –, no fortalecimento da barreira da pele e nas inflamações. A vitamina C ajuda ainda a pele a suportar melhor a exposição ao sol, ou seja, é uma ingrediente excelente para começar a usar agora, antes do verão. Neste artigo encontra várias sugestões para a lista de compras.

Vitamina E

Explicando de forma prática, esta é uma vitamina comum a grande parte dos cosméticos, desde champôs a cremes ou exfoliantes, porque faz bem a qualquer tecido. Na pele do rosto atua, como seria de esperar, de forma premium: ao agir como lubrificante, ajuda a proteger as células dos danos oxidativos e, como estimula o colagénio, também atua na firmeza e na elasticidade da pele. É, portanto, um ingrediente a procurar para as peles maduras e secas, como Aquasource de Biotherm.

Resveratrol

É o mais poderoso dos antioxidantes e, embora já seja conhecido há alguns anos, só nos últimos tempos a indústria da cosmética lhe tem prestado atenção. Este ingrediente está presente nas plantas e, em particular, na vinha e o seu poder está relacionado com a sua capacidade de ativar as sirtuínas que basicamente abrandam o processo de envelhecimento em geral. Caudalie é um dos exemplos de marca que tem estudado e patenteado ingredientes exclusivos com Resveratrol, como o da videira, e que se pode encontrar, por exemplo, em toda a gama Resveratrol Lift.

iStock_000057357400_Large

Foto: iStock

Hidroquinona

É mais conhecida por quinol é o ingrediente mais popular para clarear manchas na pele ao bloquear a enzima que desencadeia a produção de melanina (como o Even Better Clinical Dark Spot Corrector de Clinique). As doses recomendadas rondam os 4% para efeitos rápidos e, por ser um despigmentante, deve ser usado à noite e complementado com protetor solar durante o dia.

Ceramidas

É como se fossem a cola que mantém as células da pele unidas e, à superfície, criam uma textura saudável e jovem. No Japão, por exemplo, os suplementos de ceramida foram aprovados em 2000, ao mostrarem eficácia na reposição das ceramidas perdidas com o envelhecimento. Daí que cosméticos com ceramidas tenham bons resultados na proteção da pele, ajudando-a a parecer mais jovem (como o Soin Anti-Âge de Eisenberg). Atuam também com resultados positivos em peles sensíveis ou com danos causados pelo sol.

Ácido hialurónico

É, provavelmente, o mais conhecido quando se fala em rugas e imediatamente associado a injeções de preenchimentos. Mas é também um ingrediente poderosos na cosmética anti-idade (como no Booster Serum with Hyaluronic Acid de NOVexpert, altamente concentrado neste ácido) porque atua como fator hidratante da pele, ao ajudar a reter água. E isso significa pele mais jovem, preenchida e firme.

Ácido ursólico

É um “ácido” de excelência quando falamos em peles sensíveis porque ajuda a reconstruir as camadas exteriores da pele danificada e sensibilizada ao criar uma espécie de barreira oleosa que a protege contra as agressões externas. Falamos, por isso, de um ingrediente poderoso em cosméticos anti-idade ao criar uma camada protetora na pele, como o Sisleÿa Intégral Anti-Age de Sisley.

Péptidos

São normalmente associados a cosméticos para peles maduras mas, na verdade, ao formarem uma barreira de hidratação na pele, são, cada vez mais, um ingrediente presente nos cremes para peles mais jovens para retardarem o processo de envelhecimento. E a explicação é simples: os péptidos são cadeias de aminoácidos que aumentam as proteínas da pele, como o colagénio. Têm efeitos melhores em cremes ou séruns, como o Youth Cream Face and Neck de Esthederm.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
António Costa

Sim, isto é mesmo como na Grécia

Rui Ramos

Não é só em Portugal: também a Grécia festeja um resultado orçamental histórico. O método foi o mesmo: reduzir o Estado a controle, empregos, e favores para amigos, e cortar o resto sem piedade. 

Crónica

Ocasiões de choradeira

Miguel Tamen

O maior serviço que a televisão presta é pelo contrário o de proporcionar a quem nela aparece a falar ocasiões de choradeira: dar azo ao apreço que quem fala sente por si próprio.