UNICEF

Vídeo. UNICEF revela como são tratadas as crianças sem abrigo

1.904

Uma menina vestiu-se como uma sem-abrigo e foi ignorada por todos. A mesma menina com roupas novas foi acudida por todos. O vídeo da UNICEF mostra como os preconceitos existem, até perante a infância.

Now This/ UNICEF

Mais sobre

A UNICEF publicou um vídeo onde mostra como o preconceito existe, mesmo quando se está perante crianças. Numa experiência social filmada na rua, o órgão de defesa de direitos humanos começou por vestir uma menina, Anna, como se fosse uma sem-abrigo. Com roupas sujas e velhas, cabelo desgrenhado e sapatos gastos, Anna foi completamente ignorada por todas as pessoas que passavam por ela. Mas quando voltou para a rua, desta vez com roupas bonitas e lavadas, os adultos pararam para lhe dar atenção e ajudar a encontrar os pais.

O vídeo foi publicado esta terça-feira na página de Facebook da UNICEF e conquistou a atenção dos internautas. A gravação já recebeu quase 23 milhões de visualizações e 297 mil reações dos facebookianos – entre os gostos, reações de tristeza e outras de ira. #FightUnfair é o nome da campanha da UNICEF e pretende mostrar como as crianças de rua são sempre desprezadas ou até mal tratadas, quando comparadas com as outras.

O vídeo prossegue e mostra a “Anna sem-abrigo” dentro de um restaurante a pedir comida. Toda a gente a enxuta da mesa ou manda sair do espaço. Um dos clientes do restaurante diz até: “Nós não te queremos aqui”, levando Anna a sair do espaço a correr enquanto chorava. Uma diferença alarmante, quando o comportamento dos adultos é comparado com o que tinham para com as crianças da mesma idade dentro do restaurante.

Anna admite que a experiência a deixou “triste”. De acordo com os números da UNICEF há 150 milhões de crianças sem-abrigo em todo o mundo.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site