Pokémon GO

No Manchester de Mourinho, 48 horas antes dos jogos nada de… Pokémon Go

146

Novo treinador do Manchester United quer os seus jogadores totalmente concentrados na tática e, segundo o "Daily Star", já deu instruções aos atletas para largarem o jogo do momento.

AFP/Getty Images

José Mourinho está a ambientar-se bem em Manchester, desde que assumiu o comando técnico do United, mas já recomendou aos jogadores que, nos dois dias antes de cada partida, se concentrem totalmente na tática e larguem o jogo mobile do momento, o Pokémon Go.

O jornal britânico Daily Star diz, citando uma fonte do clube, que José Mourinho se sentou com cada um dos jogadores, individualmente, e pediu a todos que tenham concentração máxima antes das partidas. E isso passa por deixarem de jogar Pokémon Go nas horas que antecedem cada jogo. Segundo o jornal há vários elementos do plantel que estão viciados na app da Nintendo e Mourinho apercebeu-se disso.

“O José gosta de ter uma boa relação com os seus jogadores e com a equipa técnica. E concorda que é ótimo para todos relaxar fora dos centros de estágio”, disse a fonte do clube citada pelo Daily Star. Contudo, “a única coisa de que se apercebeu e sobre a qual manifestou preocupação foi o Pokémon”, acrescentou.

A mesma fonte sublinhou que Mourinho “ainda está a ambientar-se e, nesta fase, está a ter muito cuidado com os terrenos que pisa”. Mas a febre é de tal ordem que Mourinho teve de intervir: “ele disse que 48 horas antes de cada jogo, ele quer que os rapazes larguem aquilo e se concentrem nas táticas que ele [Mourinho] e a sua equipa técnica prepararam nos dias anteriores”.

A ordem de Mourinho foi dada antes da tournée na China, onde vão defrontar o rival Manchester City num jogo particular esta segunda-feira.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: ecaetano@observador.pt
Eutanásia

Eutanásia: uma falsa compaixão

João Muñoz de Oliveira

Todos sabemos que a vida não nos pertence por completo: foi-nos dada pelos nossos pais como um dom, pelo que não temos domínio absoluto sobre ela. E este ponto reforça os argumentos contra a eutanásia

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site