Família

Ioga e crianças: os benefícios desta ligação improvável

458

Começar a inspirar e a expirar desde cedo num tapete de ioga traz vários benefícios, físicos e psicológicos. Quem o diz são professores e psicólogos. E já há vários sítios com aulas para crianças.

Ser "iogi", ou seja, praticante de ioga, é benéfico para pequenos e graúdos. Até já há aulas para grávidas e bebés

Getty Images/iStockphoto

Autor
  • Raquel Salgueira Póvoas

Enérgicas, imaginativas e curiosas. Estas três características descrevem na perfeição qualquer criança e fazem com que pareça estranho, ou quase impossível, que o ambiente de uma aula de ioga seja compatível e convidativo para os mais pequenos.

Mas os factos mostram o contrário. Nestas aulas, a energia é canalizada “para brincar e utilizar o corpo de uma forma muito saudável para se expressarem”, conta ao Observador Catarina Lino, especialista em Psicologia Positiva e professora de ioga.

Para a especialista, fazer aulas de ioga nestas idades é como fazer parte de uma história, em que cada sessão é um novo capítulo que aguça os sentidos, tranquiliza as emoções e melhora a resiliência.

As aulas são transformadas numa história em que se usa o corpo para reproduzir, por exemplo, comportamentos de animais, árvores ou flores. Desta forma aprendem-se diferentes qualidades de cada um. Na postura da árvore (vrksasana), por exemplo, pedimos que imaginem uma árvore enorme e muito antiga, cujas raízes crescem da planta dos pés. Será que conseguem ficar parados tanto tempo quanto uma árvore? Ou seja, apela-se à imaginação e criatividade das crianças para conseguir cativar a sua atenção. Mas elas trazem a sua própria agenda e, portanto, se há vontade de falar ou de desenhar, isso é incorporado na própria aula”, explica Catarina Lino.

Little Girls, Sports Training, Zen-like, Relaxation Exercise, Cute, Child, Smiling, Meditating, Stretching, Fun, Healthy Lifestyle, Caucasian, One Person, Flexibility, Strength, Skill, Contemplation, Concentration, Relaxation, Small, Sport, Healthcare And Medicine, Lifestyles, Childhood, Studio Shot, Cheerful, Gymnastics, Yoga, Activity, The Human Body, Offspring, People, Floor,

Há várias razões para os deitar no tapete desde pequenos. (Foto: Getty Images/iStock)

A certeza desta psicóloga e professora justifica-se pelas histórias que ela própria tem, suficientes para escrever um livro sobre todas as lições que aprendeu no tapete. E por isso não tem dúvidas: outras histórias positivas podem começar a somar-se à experiência de cada criança que decida praticar ioga.

Sobre as idades adequadas para o início, a presidente da Federação Portuguesa de Yoga, Joana Oliveira, esclarece: “Desde que seja adaptado às necessidades daqueles a quem se destina, o ioga é para todas as idades.”

É por isso que há até aulas para grávidas e também para bebés. Evelyne Praxl, da Escola de Yoga — Leça, dá aulas de ioga “dos 0 aos 100” há 11 anos e decidiu especializar-se em ioga para grávidas, bebés e crianças por necessidades pessoais.

“Tenho cinco filhos e tenho a certeza que começar desde cedo a praticar ioga só traz vantagens. A capacidade emocional para lidar com os problemas que podem surgir passa a ser outra”, explica ao Observador. A verdade é que já há escolas a incluir a atividade no currículo. É o caso das escolas do 1.º ciclo do Ensino Básico do Porto, cujas aulas decorrem em horário letivo.

e8ffd8a3-6315-474a-9a0f-fd70d969a604

No ioga trabalha-se também a flexibilidade. (Imagem cedida pela Federação Portuguesa de Yoga)

Entre os benefícios da prática, Catarina Lino e Joana Oliveira destacam:

  • Aumento do bem-estar físico e emocional;
  • Intensificação da capacidade de concentração e de foco;
  • Autoconfiança, autonomia e espírito de iniciativa;
  • Intensificação da resiliência face a adversidades;
  • Fortalecimento do sistema imunitário;
  • Estreitamento da relação das crianças com os elementos da Natureza;
  • Criação de sentimento de pertença a um grupo que apoia, ao invés de competir;
  • Reforço da consciência corporal;
  • Estimulação da criatividade.

Entre inspirações e expirações, os professores são postos à prova pelos pequenos “iogis” em cada aula. “As crianças são extremamente honestas — ou gostam, ou não gostam –, por isso há que criar um ambiente permanentemente estimulante, que os cative e divirta”, diz a presidente da Federação Portuguesa de Yoga.

Para os pais, esta pode ser também uma forma de “alinhar chakras“, enquanto os filhos trocam algumas queixas e oscilações de humor por prolongados “ommm”. Foi a pensar nisso que a escola LOTUS Studio, por exemplo, resolveu promover eventos para famílias. Isto porque, como explica a escola, “por norma as crianças que praticam têm pais com vidas bastante agitadas e embora tenham já percebido os benefícios da prática para os filhos, ainda não descobriram as vantagens da prática para eles próprios”.

O Observador reuniu alguns sítios de norte a sul do país onde há aulas de ioga para pequenos “iogis”.

Onde praticar

Yoga Ahsram Carcavelos

Quando? Sábados, a partir de setembro
Onde? Av. General Eduardo Galhardo, 343, Carcavelos
Preço? 30€ mensais, uma vez por semana
Contactos: yogaashram.net

Federação Portuguesa de Yoga

Quando? Diferentes horários
Onde? Em diversas zonas do país
Preço? Variam de espaço para espaço, rondando os 20 euros mensais por uma aula semanal
Contactos: federacaoportuguesayoga.pt

Yoga Samkhya, Confederação Portuguesa do Yoga – Conporyo

Quando? Diferentes horários. Crianças de 10 anos, por exemplo, têm aulas das 19h00 às 20h00, às terças e quintas-feiras
Onde? Em diversas zonas do país
Preço? Informação dada no local
Contactos: yoga-samkhya.pt

Escola de Yoga — Leça

Quando? Aulas de 50 minutos, em diferentes horários
Onde? Praceta S. Miguel Arcanjo, 27, Leça da Palmeira
Preço? Mediante contacto
Contactos: escoladeyoga.pt

Lotus Studio

Quando? Aulas de 50 minutos, uma ou três vezes por semana, às 18h00 (segunda-feira), 17h30 (quarta-feira) e 11h00 (sábado)
Onde? Rua do Carvalho, 102U, Foz do Douro, Porto
Preço? 35€, uma aula por semana
Contactos: lotus.pt

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Angola

João Lourenço e MPLA: estamos juntos?

José Pinto

Apesar do seu debilitado estado de saúde, José Eduardo dos Santos ainda é o Presidente do MPLA. As exonerações dos seus familiares diretos dificilmente mereceram a sua aquiescência.

Caso José Sócrates

Quid custodiet custodiam?

Luís Ribeiro

Agora que o puzzle está claro, quanto será reaberto o inquérito ao crime contra o Estado de Direito para conhecermos a cumplicidade dos que então eram os mais altos responsáveis da Justiça portuguesa?

Pobreza

Amar com obras e não com palavras

P. Miguel Almeida, sj

Há uma diferença entre culpa e responsabilidade. O facto de não termos culpa de haver fome e pobreza no mundo não nos isenta da responsabilidade, simplesmente porque somos todos irmãos em humanidade.

Panteão Nacional

O sacrossanto panteão de Santa Engrácia

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
112

Se a república é laica, porque se apropriou de uma antiga igreja católica para seu panteão nacional? O laicismo não é capaz de arranjar um espaço próprio, onde sepultar os seus próceres?

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site