Logo Observador
Estado Islâmico

Forças anti-Estado Islâmico isolam completamente cidade iraquiana de Mossul

A coligação de forças liderada pelo Iraque cortou a última via de abastecimento do grupo extremista Estado Islâmico entre Mossul e a Síria, isolando totalmente o reduto do movimento.

As forças iraquianas lançaram esta ofensiva a 17 de outubro para recuperar Mossul, a segunda maior cidade do Iraque

AHMED JALIL/EPA

A coligação de forças liderada pelo Iraque cortou a última via de abastecimento do grupo extremista Estado Islâmico (EI) entre Mossul e a Síria, isolando totalmente o reduto do movimento, disseram esta quarta-feira responsáveis da segurança.

As forças paramilitares Hashed al-Shaabi (Mobilização Popular) chegaram à estrada que liga Tal Afar a Sinjar, a oeste de Mossul, e juntaram-se aos soldados curdos já no local, acrescentaram.

“As forças Hashed cortaram a estrada Tal Afar-Sinjar”, de acordo com uma informação partilhada nas redes sociais pelo comandante Abu Mahdi al-Mohandis, referindo-se às duas localidades na estrada que liga Mossul à Síria.

Um responsável da segurança curdo disse à agência noticiosa France Presse (AFP) que as forças Hashed se tinham reunido a outras forças anti-EI, incluindo combatentes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), ilegalizado na Turquia, em três localidades na zona.

As forças iraquianas lançaram esta ofensiva a 17 de outubro para recuperar Mossul, a segunda maior cidade do Iraque onde o líder máximo do EI, Abu Bakr al-Baghdadi, proclamou um “califado” em 2014.

As tropas federais já entraram na cidade pelo lado oriental, os ‘peshmerga’ curdos e outras forças aproximam-se pelo lado norte e sul e apenas o ocidente tinha ficado aberto.

Este último desenvolvimento vai tornar muito difícil e perigoso para o EI tentar deslocar guerrilheiros e equipamento entre Mossul e a cidade síria de Raqa, os dois últimos redutos do “califado”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Crónica

A estranha geração dos adultos mimados

Ruth Manus

O fato de termos sido criados com cuidado e afeto pelos nossos pais, começou a confundir-se com uma espécie de sensação de que todos devem nos tratar como eles nos trataram.