Organizações Desportivas

COI tem mais seguidores no Facebook e Youtube, FIFA domina no Twitter e Instagram

O primeiro estudo sobre organizações desportivas mundiais nas redes sociais refere que COI é a instituição com mais seguidores no Facebook e Youtube, enquanto a FIFA lidera o Twitter e Instagram.

"O 'top cinco' dos desportos no Twitter são o futebol, o basquetebol, o râguebi, o ciclismo e o atletismo", refere o estudo

PETER DASILVA/EPA

O Comité Olímpico Internacional (COI) é a instituição desportiva mundial com mais seguidores nas redes sociais Facebook e Youtube, enquanto a FIFA lidera no Twitter e Instagram, refere o primeiro estudo sobre organizações desportivas mundiais nas redes sociais. Segundo este estudo, elaborado pela empresa de comunicação e relações públicas Burson-Marsteller, a página do Facebook dos Jogos Olímpicos, com mais de 15 milhões de gostos, é a mais apreciada das organizações internacionais. Por seu turno, a FIFA supera o COI no Twitter e no Instagram. Só na primeira rede, o organismo que superintende o futebol mundial conta com 9,3 milhões de seguidores, “quase o dobro de todas as contas olímpicas combinadas”.

“O ‘top cinco’ dos desportos no Twitter são o futebol, o basquetebol, o râguebi, o ciclismo e o atletismo”, refere o estudo. No entanto, e apesar de ter menos seguidores, o COI “tem mais impacto com a sua comunicação no Twitter, com cada ‘tweet’ a ser compartilhado, em média, 467 vezes, em comparação com 108 vezes para a conta @FIFAcom”.

Apesar de tudo, o @FIFAcom “está entre as federações desportivas mais ativas no Twitter, com 23 ‘tweets’ por dia, 10 vezes mais do que a conta @Olympics, conseguindo assim ganhar mais impactos do que a sua rival olímpica”. Para o diretor-geral da Burson-Marsteller para a Europa, Jeremy Galbraith, “as redes sociais irão tornar-se cada vez mais influentes para os órgãos dirigentes dos desportos nos próximos anos, tanto no envolvimento com os fãs e partes interessadas, como enquanto parte integrante das suas estratégias comerciais”. “As redes sociais tornaram-se um meio crítico para as organizações desportivas internacionais, não apenas na sua comunicação, como também enquanto alavanca estratégica pela oportunidade de se relacionarem diretamente com um amplo número de membros, fãs”, explica Galbraith.

O mesmo estudo mostra que “os presidentes e chefes executivos das 35 federações desportivas internacionais parecem um tanto relutantes em ter perfis pessoais nas redes sociais”. “Apenas 12 líderes desportivos estão ativos no Twitter, sendo Sebastian Coe, presidente da Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF), o mais seguido, com 110.000 seguidores”, refere o documento. Em segundo está Brian Cookson, presidente da União Velocipédica Internacional (UCI), e, em terceiro, Brett Gosper, CEO da World Rugby (Federação Internacional de Râguebi).

Esta avaliação mostra ainda que o site olímpico Inside the Games é o órgão de comunicação social de notícias desportivas mais seguido, logo à frente do ‘rival’ Around the Rings, com o Twitter da NBC Olympics em terceira posição.

“Ollie Williams, da BBC, é o jornalista desportivo mais seguido pelas Federações Desportivas, à frente de Ed Hula, fundador de Around the Rings, e o jornalista desportivo, Alan Abrahamson, da 3 Wire News”, conclui este estudo.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site