Greve

Janeiro e fevereiro vão ter greves na educação e na saúde

Os próximos meses de janeiro e fevereiro vão ficar marcados por greves na saúde e na educação. Saiba as datas e os motivos para as paralisações.

MARIO CRUZ/LUSA

Os próximos meses de janeiro e fevereiro vão ficar marcados por greves na saúde e na educação. A primeira greve acontece já na próxima semana, a 20 de janeiro (sexta-feira), e pretende paralisar o setor da saúde. As causas não são novas e, segundo a agência Lusa, é para exigir ao Governo a aplicação das 35 horas de trabalho semanais a todos os trabalhadores do setor e pela admissão de novos profissionais.

Em comunicado, a Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais (FNSTFPS) reivindica o “cumprimento das promessas feitas pelo ministro da Saúde”. A adesão espera-se que seja a nível nacional.

No setor da educação, é esperada uma paralisação a 3 de fevereiro entre o pessoal não docente. E tal como a saúde, os motivos também não são novos. A precariedade laboral é o mote para a greve que se espera , também ter adesão de norte a sul do país de trabalhadores não docentes das escolas e jardins de infância.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site