Itália

Itália. Encontrados dez sobreviventes, cães da equipa de resgate encontram mais “sinais de vida”

584

Foram encontrados dez sobreviventes da avalanche que soterrou um hotel na região da montanha Gran Sasso, em Abruzzo. 4 crianças já foram resgatadas. Os cães de resgate encontram mais "sinais de vida".

O hotel ficou soterrado após a avalanche

Foram encontrados dez sobreviventes da avalanche que soterrou o hotel Rigopiano no centro de Itália. Quatro crianças foram resgatadas, avança o jornal La Reppublica.

“Estão vivos e estamos a falar com eles”, começou por dizer o porta-voz dos bombeiros, citado pelo El Mundo, referindo que os contactos com o grupo começaram perto das 11 horas da manhã. Mais de 43 horas depois de uma avalanche de neve ter soterrado o hotel Rigopiano, o cães de resgate dão sinais às autoridades de que hajam mais “sinais de vida” entre os escombros e a neve.

Numa mensagem publicada na rede social Twitter, os bombeiros contabilizaram em oito o número de sobreviventes “ainda por resgatar”:

Os sobreviventes que já foram resgatados são três homens, três mulheres e quatro crianças. Alguns dos sobreviventes estariam na zona da cozinha do hotel, protegidos por um andar superior. Uma das crianças estará em estado grave e foi transportada de helicóptero para o hospital de Aquilla. A outra foi resgatada com a mãe e, segundo divulgaram os bombeiros, está “em boas condições”. O resgate foi filmado e no final, ouviram-se palmas e vêm-se os bombeiros a abraçar o rapaz sobrevivente, Gianfilippo Parete, de 8 anos e a sua mãe Adriana.

No local encontram-se ainda as equipas de resgate e salvamento. Até ao momento, foram também retirados quatro corpos do local, de acordo com a imprensa italiana. Estima-se que haja entre 24 a 34 desaparecidos, incluindo quatro crianças. Há também registo de dois sobreviventes: Giampiero Parete e Fabio Salzetta, que se encontravam fora do hotel na altura do ocorrido. Giampiero Parete, de 38 anos, tinha saído por breves instantes para ir ao seu carro, deixando a mulher e os filhos para trás.

Entretanto, no Hospital de Penne, em Pescara começaram a reunir-se várias dezenas de familiares dos desaparecidos em busca de notícias.

De acordo com o jornal italiano La Repubblica, no local estão mais de 135 homens, entre bombeiros, polícias, cães treinados, equipas de resgate, proteção civil e mais de 20 veículos do exército, a tentar resgatar as vítimas. As escavações já começaram e a polícia procura sinais de vida sob a cobertura de neve, mas, até agora, sem êxito.

Fabrizio Curcio, chefe da proteção civil, fez um balanço sobre a situação e afirmou que a esperança é o “motor do resgate”. Sem esperança, os socorristas desistiriam perante o obstáculo e não iriam continuar a escavar durante a noite, afirmou Fabrizio. “Há que manter viva essa esperança”, mesmo que até agora apenas corpos sem vida tenham sido descobertos durante as buscas.

As autoridades anunciaram que vão abrir um inquérito de homicídio por negligência. “O hotel ficou destruído e foi varrido, a situação é catastrófica”, revelou fonte do corpo de Bombeiros.

Elementos da operação de resgate chegaram ao hotel por volta das 4 horas da madrugada (hora local) usando esquis, depois de várias tentativas frustradas devido às condições atmosféricas. “Estamos a trabalhar para prestar socorro a todos os sobreviventes e procurar os desaparecidos”, relatam.

“De momento, não podemos confirmar ainda o número de vítimas”, afirmou Antonio Crocetta, responsável pelas operações de resgate italianas, em declarações à agência Agi.

mapa

Mapa disponibilizado pelo Corriere della Sera, onde é visível a localização do hotel

O alerta foi dado por dois hóspedes do hotel através de mensagens enviadas pelo serviço de chat WhatsApp a pedir socorro. “Socorro, socorro. Estamos a morrer de frio”, escreveram.

A avalancha que atingiu o hotel de montanha de quatro estrelas nos apeninos italianos terá acontecido na sequência dos três sismos e das várias réplicas que se registaram na quarta-feira.

Em conferência de imprensa, o Primeiro-Ministro italiano, Paolo Gentiloni, afirmou estarem “todos a suster a respiração com o que aconteceu ontem à noite, à espera de ver a evolução dos efeitos dramáticos que aquela avalancha pode ter causado.” Disse ainda que a quantidade de neve que tem caído nesta semana, no país, é algo que não se via há décadas. Paolo Gentiloni salientou ainda a coragem das equipas de socorro, que estão a atuar em circunstâncias difíceis e de que os vários vídeos a circular nas redes sociais são testemunho dessas dificuldades.

Segundo o meteorologista da CNN Brandon Miller, as fortes quedas de neve só nas últimas 24 horas acumularam cerca de 70 centímetros de neve. Desde a semana passada, foram acumulados mais de 3 metros de neve nas montanhas e o risco de mais avalanchas é bastante alto.

As recentes quedas de neve formaram uma camada muito solta e instável e, por isso, o perigo de avalancha é alto em todas as encostas íngremes”, afirmou.

Entretanto foi divulgada a lista de pessoas que estão desaparecidas:

O proprietário do hotel Roberto Del Rosso, bem como os funcionários Bonifazi Emanuele (31 anos), Ilaria Di Biase (22) e Alessandro Riccetti (33). Os hóspedes registados no hotel: Domenico Di Michelangelo (41 anos), a sua mulher Marina Serraiocco (37 anos) e o filho, Samuel de 6 anos; Marco Tanda (25 anos) e namorada Jessica Tinari; Luciano Corporal (54 anos) e sua mulher Silvana Angelucci (46 anos); Stefano Faniello (28 anos) e a namorada Francesca Bronzes, (25 anos); Gianpaolo Matrone (33 anos); Valentina Cicioni (32 anos); Tobia Floresta (60 anos); Branco Iudicone (50 anos); Strong Vincent (25 anos); Giorgia Galassi (22 anos); Piero Di Pietro (53 anos); Rosa Barbara Nobilio (51 anos); Sebastiano Di Carlo (49 anos) e Nadia Acconciamessa (47 anos).

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site