Eletricidade

Consumo de eletricidade em Portugal na quinta-feira foi o mais alto em seis anos

O consumo de eletricidade em Portugal atingiu 169 Gigawatt-hora (GWh) na quinta-feira, o valor mais elevado desde janeiro de 2011, de acordo com dados da REN - Redes Energéticas Nacionais.

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

O consumo de eletricidade em Portugal atingiu 169 Gigawatt-hora (GWh) na quinta-feira, o valor mais elevado desde janeiro de 2011, de acordo com dados da REN – Redes Energéticas Nacionais.

Este pico de consumo de eletricidade resulta do tempo frio, que na quinta-feira, dia 19, deixou todos os distritos de Portugal continental sob aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro. O consumo foi abastecido com 46% de renováveis, 22% de carvão e 26% de gás natural em centrais de ciclo combinado, de acordo com a gestora da rede elétrica. Na quinta-feira foi também alcançado um máximo histórico no consumo de gás natural, de 252,4 GWh, sendo que o valor do mercado elétrico atingiu 103,2 GWh e o valor do mercado convencional 149,2 GWh.

De acordo com a REN, “a capacidade horária do gasoduto esteve perto seu limite, repetidamente, nos últimos dias”. O terminal de gás natural de Sines atingiu, no passado dia 12 de janeiro, o máximo da sua capacidade de injeção física de gás natural no gasoduto de transporte de Sines, refletindo o aumento do consumo de gás natural em Portugal que resultou da vaga de frio que assola o país e das necessidades de produção de eletricidade.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site