Logo Observador
Nostalgia

Lembra-se de como era? 21 anúncios portugueses do século passado

1.231

O nosso vinho do Porto, a pasta medicinal Couto ou a extinta Kodak Portugal. Mate as saudades do antigamente com estes 21 cartazes das empresas que marcaram o século passado. Ainda se lembra delas?

Brioso

Não havia férias de verão onde a Kodak não estivesse. Era como um ritual: quem tinha uma máquina fotográfica não se poupava em comprar uns quantos rolos para depois, no final dos mergulhos e dos passeios ao sol, mandar revelá-los e eternizar alguns dos momentos mais divertidos daquele ano. O tempo passou. Agora podemos escolher as fotografias logo a seguir a tirá-las, apagar aquelas onde o sorriso não está perfeito e guardar as resistentes numa pasta do computador. Começa a ser rara aquela sensação de abrir uma gaveta qualquer e encontrar fotografias impressas daquele verão de há muitos anos (mais os rolos de negativos). Mas há coisas que ficam na memória.

Se a Kodak Portugal não resistiu à passagem do tempo, os seus anúncios ainda nos avivam boas recordações. Num fim de semana frio, decidimos aquecer-lhe a alma com 21 cartazes de marcas que deixaram memórias no século passado. Algumas delas ainda hoje são incontornáveis. Das bebidas aos detergentes e produtos de beleza, recorde-as nesta fotogaleria.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mlferreira@observador.pt
Família

Guerra e Paz

Margarida Alvim

Há muitas famílias assim. Conjuntos de pessoas que vivem debaixo do mesmo tecto. Os pais sabem de todos, mas cada irmão sabe de si. A razão só pode ser uma: falta de confiança. E falta de amizade.

Venezuela

O drama da comunidade portuguesa na Venezuela

Daniel Bastos

A falta de segurança e o caminho que a Venezuela parece seguir rumo ao abismo estão a levar muitos emigrantes a regressarem para Portugal, sendo já notório que há cada vez mais a voltarem à Madeira.

Família

Guerra e Paz

Margarida Alvim

Há muitas famílias assim. Conjuntos de pessoas que vivem debaixo do mesmo tecto. Os pais sabem de todos, mas cada irmão sabe de si. A razão só pode ser uma: falta de confiança. E falta de amizade.

Catolicismo

Medjugorje: solução à vista?

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Para um cristão a investigação sobre as supostas aparições de Medjugorge faz sentido, pois deve conhecer a solidez das suas convicções e estar preparado para responder a quem lhe pedir razão da espera