Logo Observador
Cancro

Desenvolvido vírus que ataca células cancerígenas

4.160

Cientistas desenvolveram um vírus oncolítico que obriga o sistema imunitário a atacar células cancerígenas. A descoberta pode levar ao desenvolvimento de terapêuticas contra vários tipos de cancro.

Investigadores do Cancer Virotherapy Research Group of Bellvitge Biomedicine Research Institute (IDIBELL) desenvolveram um vírus capaz de “convencer” o sistema imunitário a atacar as células cancerígenas dos doentes. Este é um vírus oncolítico, ou seja, tem preferência por infetar e atacar células cancerígenas e destruí-las por oncólise. Depois, consegue lançar ainda mais partículas infecciosas para as outras células doentes para atacar todo o tumor. A descoberta deste vírus pode ser levar ao desenvolvimento de novas terapêuticas contra vários tipos de cancro.

Este vírus faz parte da família dos adenovírus, aqueles que causam constipações, conjuntivite ou gastroenterite. Estes são modificados em laboratório para ganharem capacidade de seletividade e assim atacarem apenas células cancerígenas. Mas o vírus anunciado pelo IDIBELL é diferente: ele engana o sistema imunitário. Este, por natureza, reconheceria o vírus como um corpo estranho, mas em vez de o tentar matar fá-lo atacar as células cancerígenas.

De acordo com Carlos Fajardo, autor do estudo publicado esta quinta-feira no Cancer Research, quando o vírus infeta a célula tumoral segrega um composto específico (BiTE) que ataca a proteína EGFR, que existe em quantidades excessivas em muitos casos de cancro. O BiTE também tem a função de aumentar os linfócitos T, um grupo de glóbulos brancos envolvidos no sistema imunitário, que encaminha o ataque a outras células cancerígenas do mesmo tumor.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mlferreira@observador.pt
Minorias

O machismo militante da histeria anti xenofobia

Maria João Marques

Os que gritam xenofobia perante a mais leve crítica a certas comunidades onde os maus tratos a mulheres são inerentes à cultura que tanto defendem, fizeram a sua escolha: apoiar a opressão de mulheres

Justiça

Sexo forçado no tribunal

Luís Aguiar-Conraria

Não sei que idade têm os juízes, nem a juíza que votou favoravelmente este acórdão, mas, seja qual for a sua idade, envergonharam Portugal que foi, mais uma vez, e muito bem, condenado pelo TEDH.