Arte

Filho de nazi devolve arte roubada pela família na Polónia

119

O filho de um oficial nazi devolveu três obras de arte que a sua família roubou na cidade de Cracóvia, no sul da Polónia, durante a Segunda Guerra Mundial.

O filho de um oficial nazi devolveu três obras de arte que a sua família roubou na cidade de Cracóvia, no sul da Polónia, durante a Segunda Guerra Mundial.

As autoridades polacas declararam, esta segunda-feira, esperar que o gesto do cidadão austríaco Horst von Waechter inspire outros descendentes de nazis a seguirem-lhe o exemplo.

Numa cerimónia realizada no domingo em Cracóvia, Von Waechter devolveu um mapa da Polónia datado do século XVIII, embutido numa pequena mesa, e duas gravuras históricas de que a sua mãe, Charlotte von Waechter, se apropriara no final de 1939, pouco depois de o marido, Otto von Waechter, se tornar governador da cidade polaca ocupada pelos nazis alemães e austríacos durante a guerra.

Foi Otto von Waechter quem ordenou a criação do gueto de Cracóvia em 1941.

A devolução das obras decorreu no gabinete do governador da província de Cracóvia e resultou de esforços da historiadora e política Magdalena Ogorek, de acordo com o porta-voz do governador, Krzysztof Marcinkiewicz.

Segundo o porta-voz, uma das pinturas tinha uma inscrição manuscrita por Charlotte von Waechter dizendo que a obra provinha do Palácio Potocki, em Cracóvia, onde os Waechter residiram durante a guerra.

A historiadora Magdalena Ogorek disse, à Associated Press, que viu alguns objetos relacionados com a Polónia no castelo de Horst von Waechter, na Áustria, quando ali se encontrava a fazer investigação sobre o pai, que morreu em circunstâncias inexplicadas em 1949, no Vaticano, enquanto aguardava ser clandestinamente transportado para a Argentina para escapar à justiça.

Ogorek frisou que Von Waechter devolveu os objetos a Cracóvia sem receber em troca qualquer compensação.

“Ele deu um bom exemplo a outros e deveríamos ficar felizes com isso”, observou, acrescentando: “Várias obras de arte da Polónia podem ser encontradas em residências particulares na Alemanha e na Áustria. Tenho a certeza disso”.

A Polónia ficou devastada durante a Segunda Guerra Mundial, tendo os seus palácios, museus e bibliotecas sido bombardeados e pilhados pelos nazis e pelo Exército Vermelho soviético entre 1939 a 1945.

O Governo polaco continua a tentar recuperar obras roubadas e o Museu da Cultura elaborou e divulgou uma lista com muitas delas.

Algumas surgem ocasionalmente em leilões por todo o mundo, levando a Polónia a negociar os termos da respetiva devolução.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site