Óscares 2017

Lembra-se da gafe de Humberto Bernardo? Voltou com os Óscares

O que aconteceu a Warren Beatty nos Óscares fez soar campainhas por cá. Lembra-se da gafe no anúncio da miss Portugal 1997?Humberto Bernardo sim e já mostrou solidariedade para com o norte-americano.

É o pesadelo de qualquer apresentador: anunciar o nome errado do vencedor de um prémio. Mas acontece e com mais frequência do que pensa – até já aconteceu numa edição do concurso de Miss Portugal. Desta vez foi na cerimónia dos Óscares, em Los Angeles, mas a enorme gafe do norte-americano Warren Beatty fez soar campainhas do lado oposto do Atlântico com os portugueses a lembrarem-se prontamente de um episódio ocorrido há 20 anos. Humberto Bernardo, que entretanto tem estado ausente do pequeno ecrã, trocou o nome de Miss Portugal 1997 com o de uma das damas de honor – e o lapso ficou para a história.

Se os portugueses, pelo menos os que viam televisão há 20 anos, se lembraram imediatamente do episódio, o próprio Humberto Bernardo também fez para ser recordado. Na sua página de Facebook, o ex-apresentador reagiu com humor à gafe de Hollywood e deixou conselhos a Warren Beatty, que na última noite leu o cartão errado com o nome do vencedor do Óscar de Melhor Filme.

“Hey Warren, um conselho: se estragas o espetáculo e se entrares numa de dizer ‘não fui eu’ prepara-te para nunca mais seres convidado para apresentar. NUNCA mais”, escreveu, numa primeira reação.

Depois, voltaria à carga, com mais humor, sugerindo a Warren Beatty (sempre em inglês) que visse o lado positivo: “pelo menos o espetáculo que estragaste não era patrocinado pelo Correio da Manhã”. E outra tirada: “a propósito, ainda bem que estavas a usar saltos altos. Eu não estava e também fui gozado por isso”, escreveu, aludindo ao facto de a apresentadora que o acompanhava na altura, Carla Caldeira, ser bastante mais alta do que ele.

Estávamos em 1997 quando o então apresentador Humberto Bernardo se enganou ao revelar o nome da Miss Portugal. Em boa verdade, o homem que se tornou um rosto familiar do pequeno ecrã com a ajuda de programas como Não se Esqueça da Escova de Dentes e Minas e Armadilhas trocou o nome da vencedora, Icília Berenguel, pelo da segunda dama de honor.

“Bom, bom, bom… A culpa, a culpa, é minha. Carla, e agora? Eu enganei-me!”, ouve-se Humberto Bernardo dizer para a coapresentadora depois de chamar Icília Berenguel ao centro do palco. A cena aconteceu em direto numa cerimónia emitida pela RTP e está agora imortalizada num dos sketchs da rubrica “Tesourinhos Deprimentes” dos Gato Fedorento. “Isto não é possível, pois não?”, perguntava ainda Humberto Bernardo, na altura com 25 anos.

Não é bem a mesma coisa, é certo, mas é impossível não pensar em Humberto Bernardo depois da gafe que destronou La La Land do título de melhor filme passando a estatueta para Moonlight. Em todo o caso, Humberto Bernardo está ironicamente “orgulhoso”. “Orgulho por o meu país sentir que a gafe na TV é uma invenção nossa”, escreveu ainda.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Livros

Livros para o Natal (I)

João Carlos Espada

Três livros sobre a indispensável associação entre liberdade e sentido pessoal de dever.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site