Logo Observador
FIFA

Jérôme Valcke recorre ao TAS da suspensão de dez anos aplicada pela FIFA

O ex-secretário-geral da FIFA, o francês Jérôme Valcke, recorreu para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), da suspensão de dez anos imposta pelos órgãos internos de justiça da FIFA.

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

O ex-secretário-geral da FIFA, o francês Jérôme Valcke, recorreu para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), da suspensão de dez anos imposta pelos órgãos internos de justiça da FIFA, anunciou esta terça-feira o organismo.

Jérôme Valcke, de 56 anos, ex-diretor de marketing e secretário-geral da FIFA, foi condenado em 16 de fevereiro de 2016, em primeira instância, à suspensão de 12 anos de toda a atividade relacionada com o futebol e, numa segunda, viu a pena reduzida para dez.

Antigo braço direito de Joseph Blatter, ex-presidente da FIFA, também suspenso por seis anos, de uma pena inicial de oito, Jérôme Valcke foi afastado do cargo em 17 de setembro de 2015, depois de ter sido implicado num caso de revenda de bilhetes para o Mundial2014.

De acordo com a nota publicada no sítio do TAS, o francês Jérôme Valcke interpôs recurso contra a suspensão de dez anos aplicada pela FIFA e pretende que a pena seja levantada rapidamente e de forma permanente.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Homossexualidade

Hereges e beatas

Luis Carvalho Rodrigues

Eu percebo que gente como a deputada Isabel Moreira não faça a mínima ideia do que é uma “verdade científica” sobre a homossexualidade. Mas já custa ver a professora Ana Matos Pires repetir a tolice.

Sociedade

Esquerda e instrumentalização da homossexualidade

João Marques de Almeida

Os liberais devem defender os direitos dos homossexuais e lutar, contra os ataques das esquerdas radicais, por uma sociedade assente na família tradicional. A maioria dos portugueses terá esta posição