Legionela

Direção-geral de Saúde confirma 10 casos de ‘legionella’ detetados na Maia

A Direção-Geral de Saúde clarificou ue no total foram identificados 10 casos de pessoas infetadas com "legionella" na Maia, sendo que quatro estão relacionados com a bactéria encontrada na torre.

A DGS lembra que as torres de arrefecimento da fábrica estão tratadas e sem contaminação

PAULO NOVAIS/LUSA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

A Direção-Geral de Saúde clarificou esta quinta-feira que no total foram identificados 10 casos de pessoas infetadas com “legionella” na Maia, sendo que apenas quatro estão já comprovadamente relacionados com a bactéria encontrada na torre de arrefecimento da empresa Sakthi.

Contactada pela Lusa, a Direção-Geral de Saúde (DGS) indicou ainda que, dos 10 casos de pessoas com doença dos legionários, seis estão ainda em estudo e são também da Maia, não tendo sido possível até ao momento averiguar se a origem da contaminação foi aquela empresa.

Dois novos casos de “legionella” foram notificados na quarta-feira, elevando então para quatro o número de pessoas comprovadamente infetadas na Sakhti, divulgou em comunicado a DGS, que admitiu a “possibilidade de exposição ocupacional, uma vez que ambos são trabalhadores da mesma unidade fabril”.

Segundo a DGS, os dois novos casos identificados quarta-feira estão internados (um no Centro Hospitalar de São João e outro no Centro Hospitalar do Porto — Hospital de Santo António).

A Lusa tentou ouvir os hospitais que se escusaram fazer qualquer esclarecimento sobre a situação atual dos doentes. A SIC Notícias avançou esta quinta-feira de manhã, no entanto, que uma das pessoas internadas piorou e foi transferida para os cuidados intensivos.

A DGS lembra que as torres de arrefecimento da fábrica estão tratadas e sem contaminação, e diz que se mantém “o nível de alerta para a população em geral”.

Também quarta-feira, os trabalhadores da Sakthi, empresa de componentes automóveis, localizada na Maia, disseram estar “tranquilos, apesar de alguma preocupação natural”, como referiu à Lusa um representante do sindicado SITE-Norte após um plenário.

No mesmo dia, o Mistério do Ambiente revelou que análises realizadas numa inspeção extraordinária que decorreu na última segunda-feira revelaram a inexistência da bactéria ‘legionella pneumophila’ na empresa Sakthi.

Em comunicado anterior, a DGS já tinha dito que a população residente no concelho da Maia não precisa de tomar cuidados adicionais.

O vice-presidente da Câmara da Maia afirmou também já que “a população do concelho pode estar muito mais tranquila”, porque o assunto relacionado com o surgimento de casos da “doença dos legionários” numa fábrica do concelho está “resolvido”.

A doença, provocada pela bactéria ‘legionella pneumophila’, contrai-se por inalação de gotículas de vapor de água contaminada (aerossóis) de dimensões tão pequenas que transportam a bactéria para os pulmões, depositando-a nos alvéolos pulmonares.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Angola

João Lourenço e MPLA: estamos juntos?

José Pinto

Apesar do seu debilitado estado de saúde, José Eduardo dos Santos ainda é o Presidente do MPLA. As exonerações dos seus familiares diretos dificilmente mereceram a sua aquiescência.

Caso José Sócrates

Quid custodiet custodiam?

Luís Ribeiro

Agora que o puzzle está claro, quanto será reaberto o inquérito ao crime contra o Estado de Direito para conhecermos a cumplicidade dos que então eram os mais altos responsáveis da Justiça portuguesa?

Pobreza

Amar com obras e não com palavras

P. Miguel Almeida, sj

Há uma diferença entre culpa e responsabilidade. O facto de não termos culpa de haver fome e pobreza no mundo não nos isenta da responsabilidade, simplesmente porque somos todos irmãos em humanidade.

Panteão Nacional

O sacrossanto panteão de Santa Engrácia

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
112

Se a república é laica, porque se apropriou de uma antiga igreja católica para seu panteão nacional? O laicismo não é capaz de arranjar um espaço próprio, onde sepultar os seus próceres?

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site