Lojas

Da primeira Versace ao paraíso do vintage, 3 novas lojas em Lisboa

300 + 440 + 1.700 metros quadrados. A julgar por três das mais recentes lojas de Lisboa, não falta espaço para compras na cidade. Visita guiada à Versace, à Vintage Department e à megastore da Mango.

A Vintage Department tem agora 300 metros quadrados e uma montra virada para a rua no Príncipe Real.

Divulgação

Versace

Avenida da Liberdade, 238. 21 197 5099. Todos os dias das 10h30 às 19h30

Fica ao lado da Cartier e da também recém-inaugurada Bulgari, a provar que na Avenida da Liberdade mora o luxo, cada vez mais porta a porta. A Versace chegou a Lisboa com direito a festa de inauguração no passado dia 16 de março, e ocupa agora dois pisos do número 238, junto à Alexandre Herculano. Do chão que imita os mosaicos bizantinos das igrejas do século IX aos cabides e expositores dourados, passando pela enorme parede de mármore que acompanha a escadaria, tudo respira o mesmo ambiente luxuoso e barroco das coleções da marca atualmente dirigida por Donatella Versace. Para além das carteiras e acessórios com a famosa medusa, a loja inclui toda a coleção de pronto-a-vestir da maison e duas áreas, uma no piso de senhora, outra no de homem, que podem ficar protegidas de olhares indiscretos graças a uma porta de correr. Mais um luxo a pensar nas celebridades ou nos clientes exclusivos.

Ao todo são 440 metros quadrados distribuídos por dois pisos. © Divulgação

Vintage Department

Rua da Escola Politécnica, 46 (Príncipe Real). Todos os dias das 12h às 20h

Um enorme leão dá as boas-vindas a quem entra — mas calma, não morde. A taxidermia é uma das grandes novidades da Vintage Department, que saiu do primeiro andar do Entre Tanto para ocupar uma montra de rua no Príncipe Real. Outras são uma secção maior de livros Taschen, plantas exóticas e alguns tapetes e mantas artesanais.

O conceito continua a ser o de uma loja vintage, os donos continuam a ser o casal Alma Mollemans e Emily Tomé, mas agora há mais espaço — 300 metros quadrados ao todo — para descobrir o mobiliário dos anos 50 e 60, as máquinas Polaroid originais, as letras retro de grande formato, os candeeiros variados, as edições da Monocle, as peças de aviões antigos, as fotografias de Ren Hang e até uma máquina de pinball.

Megastore Mango

Rua do Carmo, 2 (Chiado). Segunda a domingo das 10h às 22h

Quatro andares, três entradas, 1.700 metros quadrados. A maior loja da Mango em Portugal abriu as portas em fevereiro, no Chiado, para apresentar (quase) toda a oferta da marca espanhola. Espalhadas pelos quatro pisos, com entradas pela Rua do Carmo, a Rua do Crucifixo e os Armazéns do Chiado estão as coleções de mulher, homem, criança e bebé (ficam a faltar apenas a de desporto e a Violeta, dedicada a tamanhos grandes).

Com paredes em betão e colunas de aspeto industrial, a megastore tem uma decoração simples mas vários recantos para explorar os acessórios ou até sentar em bancos de pele enquanto se folheia um livro de design. As roupas também foram arrumadas dentro de conceitos, das peças mais tendência à linha pensada para o escritório.

Presente em 110 países e há 25 anos em Portugal, a Mango planeia ainda abrir uma outra megastore na vizinha zona dos Restauradores, onde antigamente funcionava a Loja do Cidadão. A data de inauguração ainda não é conhecida, confirmou uma fonte da marca ao Observador.

A megastore ocupa quatro pisos de aspeto industrial. © Andres Flajszer

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: adferreira@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site