Logo Observador
Porto

Andante válido a partir desta segunda-feira para comboios do Porto à Trofa

O Andante, título para os transportes públicos da Área Metropolitana do Porto, é válido a partir desta segunda-feira nos comboios que ligam o Porto à Trofa.

O custo da viagem entre o centro do Porto e o centro da Trofa é de 2,75 euros, enquanto uma assinatura mensal custa 66,90 euros

JOSÉ COELHO/LUSA

O Andante, título para os transportes públicos da Área Metropolitana do Porto (AMP), é válido a partir desta segunda-feira nos comboios que ligam o Porto à Trofa. São seis as novas estações abrangidas por um mesmo cartão, tarifário e opções de bilhética. Em causa estão Travagem, Leandro, S. Frutuoso, S. Romão, Portela e Trofa. “É mais uma etapa no crescimento do transporte público e da atração de um número cada vez maior de clientes”, informaram em comunicado a AMP, bem como as empresas CP – Comboios de Portugal e Transportes Intermodais do Porto (TIP).

O custo da viagem entre o centro do Porto e o centro da Trofa é de 2,75 euros, enquanto uma assinatura mensal custa 66,90 euros. O utilizador de comboio deve adquirir um título de viagem Z6.

“Os ajustamentos efetuados, com a criação de mais uma zona (N18), tornam possível o alargamento do Andante, reforçando assim a ligação dos municípios da Trofa, Valongo e Maia à rede intermodal Andante, permitindo às populações a utilização de um único título de transporte nas suas deslocações”, lê-se no comunicado.

Já a 13 de janeiro, dia em que foi anunciado este alargamento numa cerimónia que decorreu na estação de comboios da Trofa, autarcas destes três concelhos manifestaram satisfação com a medida.

Para o vice-presidente da câmara da Maia António Silva Tiago o alargamento constitui “um significativo passo na gestão do território metropolitano”, enquanto o presidente da câmara de Valongo, José Manuel Ribeiro, disse que “de forma simples a Área Metropolitana fez Área Metropolitana porque promoveu intermodalidade”. Por sua vez, o anfitrião da sessão, Sérgio Humberto, presidente da câmara da Trofa, vincou “a redução de custos para o orçamento das famílias, bem como os benefícios para o ambiente” e não deixou de garantir que a luta pela ligação de metro até à Trofa “continuará sempre”.

Os cartões Andante têm desde o início deste ano uma nova imagem, substituindo a que existia deste a criação do título em dezembro de 2002.

A TIP também anunciou que “até ao final do ano” conta implementar o Andante Mobile, uma solução desmaterializada que se traduz na prática numa aplicação que “substitui” o cartão pelo telemóvel.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt