Logo Observador
Pensões

48 anos de descontos e 60 de idade darão direito a reforma sem penalização

11.471

Governo propõe que trabalhadores com pelo menos 48 anos de descontos para a Segurança Social e 60 anos de idade se possam reformar antecipadamente sem penalização.

O novo regime, para entrar em vigor no próximo ano, foi apresentado esta quarta-feira

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

O Governo propôs aos parceiros sociais que os trabalhadores com pelo menos 48 anos de descontos para a Segurança Social e 60 anos de idade se possam reformar antecipadamente sem penalização. O novo regime, para entrar em vigor no próximo ano, foi apresentado, esta quarta-feira, às confederações patronais e sindicais pelo ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva.

O Governo propôs ainda que os trabalhadores com menos de 48 anos de carreira contributiva possam reformar-se antecipadamente sem dupla penalização, ou seja, quem se reformar antes da idade legal (que atualmente é de 66 anos e três meses) deixa de ter a penalização relativa ao fator de sustentabilidade, ficando só com a que corresponde ao número de anos de antecipação da reforma.

Os parceiros sociais e o Governo voltaram esta quarta-feira à Concertação Social. A reunião plenária da Comissão Permanente de Concertação Social foi solicitada pelo ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Demografia

Ter de mudar quase tudo, e não querer mudar nada

José Manuel Fernandes
440

Somos um país cada vez mais envelhecido e isso tem e terá imensas consequências no nosso futuro - e também na forma como vivemos a velhice. Mas enquanto houver geringonça ninguém discutirá o problema.

Global Shapers

Portugal: a nação reinventada

Miguel Santo Amaro

Que Portugal queremos comunicar no contexto internacional? O Portugal de Fátima? O Portugal de Cristiano Ronaldo? O Portugal de Salvador Sobral? Ou o Portugal da Web Summit?