Ministério da Educação

Trabalhadores não docentes e alunos da António Arroio protestam junto ao Ministério

Cerca de 40 trabalhadores não docentes e alunos da escola artística António Arroio estão concentrados em frente ao ministério da Educação, em Lisboa, onde pretendem entregar um abaixo-assinado contra a falta de pessoal.

Cerca de 40 trabalhadores não docentes e alunos da escola artística António Arroio estão desde as 9h35 concentrados em frente ao ministério da Educação, em Lisboa, onde pretendem entregar um abaixo-assinado contra a falta de pessoal.

Com faixas onde se pode ler “É urgente o reforço do pessoal não docente. Estamos em luta” e “Escolas só funcionam com trabalhadores não docentes”, os trabalhadores e alunos aguardam para ser recebidos no Ministério da Educação, onde entregarão o abaixo-assinado. “Ministro Escuta, Arroio está em luta”, “Mais funcionários em condições precárias” eram as frases que se faziam ouvir à chegada ao ministério.

Em declarações aos jornalistas antes de entregar o abaixo-assinado, Luis Esteves do Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas apontou como principais motivos deste protesto não só a falta de pessoal, mas também a precariedade dos não docentes.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site