Igualdade de Género

Estátua da “menina sem medo” fica em Wall Street mais um ano

870

A estátua da menina foi colocada durante as comemorações do Dia da Mulher, em março, em frente à bolsa de Nova Iorque. Mas tornou-se um sucesso e vai ficar mais um ano a enfrentar o popular 'Bull'.

A estátua simboliza a necessidade de mais liderança no feminino e combate à desigualdade de género

AFP/Getty Images

A estátua da menina de bronze, em pose de desafio, que foi colocada durante as comemorações do Dia Internacional da Mulher, em Wall Street vai manter-se, pelo menos mais um ano, em frente à bolsa de Nova Iorque, anunciou o ‘mayor’da cidade norte-americana, Bill de Blasio.

Cara a cara com o famoso touro da bolsa de Wall Street e ilustrando uma atitude destemida, esta estátua da autoria de Kristen Visbal foi encomendada pelos gestores da State Street Global Advisors. Foi colocada há menos de um mês e a sua popularidade já deu a volta ao mundo. Os autores da ideia quiseram homenagear as mulheres e deixar uma clara mensagem de que é preciso mais liderança no feminino e sem medos, conta a BBC. Além de todos os símbolos descritos, a menina simboliza o futuro e o combate à desigualdade de género e disparidade de salários entre homens e mulheres.

A menina encara o famoso touro de Wall Street, que simboliza o mercado na fase ‘bull’, em Nova Iorque

A imagem forte e simbólica que a pequena transmite correu o mundo e é motivo de muitas fotografias para a posteridade por quem ali passa. Por isso, devido ao seu impacto, a câmara de Nova de Iorque decidiu mante-la no mesmo sítio onde foi colocada, pelo menos até ao dia 8 de março de 2018. “Ela inspira-nos nos momentos que mais precisamos de inspiração”, afirmou Bill de Blasio.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Desigualdade

Coladas ao chão com um tecto de vidro

Luís Aguiar-Conraria
356

A desigualdade salarial média em Portugal anda na casa dos 20%. Por um lado, menos mulheres acedem a profissões bem pagas; por outro, mesmo dentro da mesma profissão, as mulheres têm salários menores.

Igualdade de Género

Assinar é de homem

Luís Aguiar-Conraria
1.607

Como explicar que num assunto destes, em que uma mulher foi agredida à mocada por dois homens e vilipendiada num acórdão por outro homem, tão poucos homens assinem uma petição? Merece reflexão.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site