Logo Observador
Publicidade

Anúncio da Pepsi com Kendall Jenner gera polémica e é cancelado

A modelo norte-americana Kendall Jenner está no epicentro de mais uma polémica. Tudo por causa da sua participação no mais recente anúncio publicitário da Pepsi.

No anúncio a modelo entrega uma lata de Pepsi ao um dos polícias presentes na manifestação. A atitude está a gerar contestação

Youtube - Pepsi

A modelo norte-americana, e membro do clã Kardashian, Kendall Jenner está no epicentro de mais uma polémica. Tudo por causa da sua participação no mais recente anúncio publicitário da marca de refrigerantes Pepsi.

A ideia era apelar à igualdade e harmonia entre todos, mas as intenções da marca de refrigerantes saíram ao lado. A contestação centra-se exatamente na escolha da personagem principal do anúncio, Kendall Jenner: uma super-modelo branca para desempenhar o papel de uma negra numa manifestação contra o racismo.

A Pepsi inspira-se na mais icónica imagem das manifestações do ano passado em várias cidades norte-americanas contra a violência policial contra cidadãos negros: aquela em que Leisha Evans aparece sozinha, desarmada, em frente a polícias de intervenção em Baton Rouge, no Louisiana (EUA).

A imagem de Leshia Evans correu o mundo quando em julho do ano passado ‘enfrentou’ a força policial numa manifestação

No anúncio, cuja tema central é uma manifestação que junta pessoas de várias raças, religiões e orientações sexuais que lutam de pela igualdade, Kendall deixa uma sessão fotográfica a meio para se juntar ao protesto. Depois, a modelo chega à linha da frente da manifestação e entrega uma lata de Pepsi a um dos polícias, numa clara alusão à imagem de Leisha Evans.

A atitude gerou muitos sorrisos e aplausos no anúncio, mas muita irritação e contestação nas redes sociais.

As ondas de choque foram tantas que a Pepsi teve de defender o ponto de vista que a marca quis passar no anúncio. Segundo um comunicado, citado pela BBC, “este é um anúncio global que reflete pessoas de diferentes esferas da vida que se juntam em espírito de harmonia.” “Pensámos que seria uma mensagem importante de transmitir”, pode ler-se.

Contudo, o anúncio acabou por ser cancelado no final da tarde desta quarta-feira. A Pepsi já pediu desculpa na sua página oficial do Twitter. “A Pepsi estava a tentar projetar uma mensagem global de unidade, paz e compreensão. Claramente, falhámos e pedimos desculpa. Não tínhamos intenções de minimizar qualquer assunto sério. Vamos remover o conteúdo e interromper qualquer novo . Também pedimos desculpa por colocar a Kendal Jenner nesta situação”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Educação

O Filipa e a escola pública

Maria José Melo

Portugal só será realmente um país civilizado quando existir consciência cívica por parte de todos os cidadãos. Foi esta visão que adquiri no Liceu D. Filipa de Lencastre e me acompanhou toda a vida.