Viral

No meio de um conflito, houve um sorriso que se tornou viral

250

Saffiyah Khan é a mulher que, no meio de manifestações, tornou uma fotografia viral. A imagem tem sido partilhada centenas de vezes e mostra a mulher que sorri para um manifestante.

A mulher afirma que nunca teria respondido com violência, mesmo que o homem a continuasse a enfrentar

A imagem de Saffiyah Khan tem sido, desde o sábado passado, partilhada vezes sem conta nas redes sociais. A fotografia, conta a BBC, foi tirada após Saffiyah ter saído em defesa de uma outra mulher que ficou cercada por 25 homens numa manifestação promovida pela Liga de Defesa Inglesa (EDL), em Birmingham, que fazia um minuto de silêncio pelas vítimas do recente ataque em Londres.

Saffiyah não estava a participar na manifestação. Mas “deu um passo à frente” quando ouviu uma outra mulher, com a cabeça tapada por um lenço, a gritar “não tenho medo de vocês” aos membros do EDL. De seguida, um grupo de 25 homens cercou-a e foi aí que Saffiyah interveio para ajuda-la. A fotografia foi tirada quando esses mesmos homens a tentaram cercar e ela reagiu, simplesmente, com um sorriso. E é esse momento que se está a tornar viral.

Ele colocou o dedo na minha cara. Era muito agressivo. Um polícia estava lá ao pé e, assim, tirou o dedo da minha cara. Eu nunca teria respondido com violência”, afirmou a mulher à BBC.

Nascida no Reino Unido, filha de pais de origem bósnia e paquistanesa, Saffiyah Khan decidiu intervir naquele momento “porque há uma história de assédio e agressão a muçulmanos, que são membros vulneráveis nestes contextos e até fora disto”, explicou mais tarde. E quando uma mulher vestida de forma a parecer muçulmana lhe pareceu estar a ser atacada, ela decidiu mostrar o seu apoio, reforçou.

Do lado dos elementos dos EDL há outra versão, conta o The Guardian. O líder do movimento, Ian Crossland, comentou no Facebook: “Ela tem sorte de ainda ter algum dente”. Também Tommy Robinson, apoiante do mesmo grupo, alegou que a versão “pacifista” da história é uma mentira. No Twitter, escreveu que Saffiyah Khan interrompeu um minuto de silêncio pelas vítimas do ataque em Westminster.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site