Papa Francisco

Papa alerta para interesses económicos no âmbito da biotecnologia

O papa Francisco alertou esta sexta-feira para a existência de interesses entre "certos grupos industriais e comerciais" no âmbito da biotecnologia, num encontro realizado no Vaticano.

O papa fez o alerta num encontro realizado no Vaticano no âmbito da biotecnologia

CLAUDIO PERI/EPA

O papa Francisco alertou esta sexta-feira para a existência de interesses entre “certos grupos industriais e comerciais” no âmbito da biotecnologia, num encontro realizado no Vaticano.

Durante uma audiência concedida aos membros do comité nacional italiano para a Biossegurança e Ciências da Vida, o papa recordou o perigo que existe pelo “mau uso do poder que as ciências e as tecnologias da vida põem nas nossas mãos”.

Quando as ligações entre o poder tecnológico e o poder económico são mais estreitas, os interesses podem condicionar estilos de vida e orientações sociais na direção do benefício de certos grupos industriais e comerciais”, disse.

Segundo Francisco, estes interesses podem atuar “em detrimento das populações e das nações mais pobres”. “Deixe-me lembrar que as ciências e as tecnologias são feitas para o homem e para o mundo, não o homem e o mundo para as ciências e tecnologias”, disse ainda.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Igreja Católica

A reforma mais difícil de Francisco

P. Miguel Almeida, sj
257

Juntemos a descentralização da autoridade eclesial a uma real importância dada à consciência dos fiéis e temos o fim do clericalismo. Esta é a grande bomba da reforma bergogliana.

Adolescentes

A adição à pornografia nos adolescentes

Pedro Afonso

A educação sexual tem sido baseada numa visão libertária, à moda dos anos 60, e em procurar diminuir os riscos associados às relações sexuais. Mas a sexualidade humana vai muito mais além disto.

Catolicismo

Sair do armário como católico

António Pimenta de Brito

Tal como não julgo um homossexual ou um muçulmano sem o conhecer, também se devia fazer o mesmo com os católicos praticantes. Não julgar antes de os conhecer. Mas será que isso acontece?

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site