Beleza e Bem Estar

Sparkl: nova empresa portuguesa é a Uber da beleza

242

E se pudesse encomendar uma manicure da mesma forma que encomenda uma pizza quando não lhe apetece fazer o jantar? A Sparkl oferece serviços de beleza ao domicílio. E está a recrutar em todo o país.

"Beauty on demand” ou “beleza a pedido” é o conceito desta empresa portuguesa que procura entregar um serviço de beleza de qualidade a um preço acessível.

Autor
  • Helena Magalhães

Segundo dados da Marktest, a mulher portuguesa trabalha, em média, 4,23 horas em horário pós-laboral — a cuidar das crianças, a fazer o jantar e a tratar da roupa, entre outras tarefas. O que significa que cuidar de si própria acaba por ficar para segundo plano.

A realidade não é nova e tem sido, aliás, um dos gatilhos para o crescimento dos produtos multifuncionais, cuja procura teve, na Europa, um aumento de cerca de 350% no último ano. As mulheres procuram cada vez mais soluções práticas para o dia-a-dia. E pensar em fazer a depilação ou tratar da manicure durante a semana está (quase) fora de questão, certo?

Este é o mote da Sparkl, uma empresa 100% portuguesa que acaba de nascer como uma espécie de Uber da beleza fácil, acessível e prática.

Vamos ter com as clientes, onde e quando quiserem. A ideia surge para facilitar, acima de tudo, a vida das mulheres de forma a que os cuidados de beleza não fiquem para segundo plano”, explica Mariana Bettencourt, uma das fundadoras, ao Observador.

Uma das grandes mais valias da Sparkl no mundo digital em que vivemos é que, ao invés de ser uma app que instala no seu telemóvel, pretende ser uma “progressive app” que combina o melhor de um site com o melhor de uma app. O que é que isto significa? Explicando de forma simples, o site comum grava dados num servidor (precisamos de estar online para navegar) e a app grava dados no nosso telefone (não precisamos de estar online para navegar). Uma “progressive app” grava os dados num servidor, como um site, mas não tem de ser instalada no nosso telefone nem ocupar espaço, como uma app. Pode-se navegar sem se estar online e os dados ficam todos gravados para que a utilização e pedido de serviços seja rápida e prática.

Quem pode usar a Sparkl?

Este é um serviço que vai responder às necessidades de quem não tem tempo para se deslocar ao salão como as mães em licença de maternidade, as senhoras mais velhas que já não têm muita mobilidade e que continuam a gostar de cuidar de si e, por último, a mulher trabalhadora que tem dificuldade em conciliar longas horas de trabalho com a vida pessoal. “Beauty on demand” ou “beleza a pedido” é, assim, o conceito desta empresa portuguesa que procura entregar um serviço de beleza de qualidade a um preço acessível. Se não lhe apetecer fazer o jantar, encomenda uma pizza. E se tem as unhas a descascar e não consegue ir ao salão, encomenda um serviço Sparkl. Simples.

E porque a beleza não tem de ser especificamente realizada em casa, os serviços Sparkl também podem ser encomendados no local de trabalho. Neste momento já existe em 20 empresas multinacionais e nacionais e é possível fazerem-se acordos com as próprias empresas.

Por enquanto, pode encomendar os serviços de manicure, pedicure e depilação (a partir do final de abril). Até ao final do ano, vão estar também disponíveis os de maquilhagem e hairstyling. © Divulgação

O que pode encomendar? E onde?

Por enquanto, os serviços disponíveis são manicure, pedicure (exclusivo marca Essie) e depilação (a partir do final de abril) apenas na região da Grande Lisboa. Lançada a 14 de Fevereiro, a Sparkl já registou mais de 200 serviços pedidos e o crescimento tem sido de 25% à semana, estando também a aumentar as clientes que, neste momento, já são repetentes, avança Mariana Bettencourt. Até ao final do ano vão estar ainda disponíveis os serviços de maquilhagem e hairstyling. “Só vamos recrutar profissionais que tenham experiência em produção, cinema e fotografia. Queremos disponibilizar o melhor serviço com os melhores profissionais para que a consumidora fique sempre satisfeita com o serviço encomendado”, explica a co-fundadora.

Relativamente à manicure, pedicure e depilação, as fundadoras garantem que todas as profissionais com o carimbo Sparkl têm experiência, certificação e boas referências, havendo critérios de seleção exigentes e formação antes de iniciar a atividade.

Como usar?

Neste momento, enquanto a “progressive app” está a acabar de ser desenvolvida, para marcar basta aceder ao site da Sparkl ou ao “call center” através do Facebook Messenger na página oficial da marca. Os serviços estão disponíveis sete dias por semana, em horários alargados das 8h às 23h. Os preços começam nos 12€.

Por último, se quiser fazer parte da equipa, a empresa está a recrutar profissionais de beleza em todo o país, exatamente para que os serviços Sparkl possam chegar a todas as consumidoras de norte a sul. “Ao trabalharmos neste meio há muitos anos, identificámos que existem condições muito precárias na área da empregabilidade na beleza. Com a Sparkl, uma profissional pode gerir melhor os seus horários e ganhar mais dinheiro ao final do mês. Estamos, por isso, a recrutar profissionais que queiram trabalhar connosco a full-time ou part-time“, diz Mariana Bettencourt.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Catalunha

Em defesa da honra de Espanha

Iñaki Carrera Y Araujo

O movimento independentista catalão não é democrático e isso ficou bem demonstrado neste referendo que foi aprovado por uma lei que viola a Constituição e o próprio Estatuto de Autonomia da Catalunha.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site