Tech Auto

(Ainda) acredita no Pai Natal? E em carros voadores?

É um estudo da Universidade do Michigan que conclui: os homens estão mais excitados que as mulheres com a possibilidade de os seus carros voarem. E também estão dispostos a pagar mais por isso.

Autor
  • Francisco António
Mais sobre

Numa altura em que são cada vez mais as empresas a apontarem o automóvel do futuro como um misto de carro e avião, um estudo levado a cabo por dois investigadores da Universidade do Michigan, nos EUA, vem confirmar que o melhor mesmo é que, esses ditos carros voadores, cheguem depressa! Com os homens, mais do que as mulheres, a assumirem-se entusiasmados com a possibilidade de voarem pelos céus, ao volante do seu novo automóvel (ou avião, depende da perspectiva).

Depois de empresas como a AeroMobil, e de parcerias como a da Italdesign com a Airbus, terem voltado recentemente ao tema do automóvel voador, os investigadores Michael Sivak e Brandon Schoettle, da Universidade do Michigan, quiseram aferir da receptividade dos condutores a essa nova e possível realidade. Com as conclusões, elaboradas com base nas respostas (válidas) de 508 adultos, a confirmarem que, afinal, o futuro pode chegar já amanhã.

Segundo este trabalho de investigação, são os homens que maior entusiasmo demonstram com tal possibilidade. Com 51% dos inquiridos a assumir ter uma opinião “muito positiva”, ou “relativamente positiva”, quanto a carros voadores. Já entre as mulheres, o índice de opiniões positivas não ultrapassou os 38%.

Também a dividir opiniões entre sexos, surge o preço: 30,3% dos homens consideram que um carro voador por valores entre os 94 e os 188 mil euros seria algo “perfeitamente aceitável”, ao passo que entre as mulheres, quiçá mais prudentes, apenas 18,6% concordou em aceitar essa ordem de valores como razoável.

Igualmente curioso é o facto de apenas 4,4% dos inquiridos ter concordado que seria comportável pagar um valor entre 564 mil e 940 mil euros, por um automóvel voador.

Finalmente, e quanto ao tipo de carro voador desejado, o estudo revela que as preferências vão claramente para um que descole tal como um helicóptero (caso da proposta comercial, no vídeo acima, que a Pal-V vai lançar amanhã no Mónaco); que utilize energia eléctrica, ao invés de combustíveis fósseis; e que seja capaz de fazer pelo menos 644 quilómetros antes de novo reabastecimento. Sendo que, 43% dos inquiridos apaixonados por um tal meio de transporte gostaria igualmente que ele fosse capaz de se conduzir sozinho.

Participe nos Prémios Auto Observador e habilite-se a ganhar um carro

Vote no primeiro concurso em Portugal dedicado ao automóvel cuja votação é exclusivamente online. Aqui quem decide são os leitores e não um júri de “especialistas” e convidados.

Participe nos Prémios Auto Observador e habilite-se a ganhar um carroVote agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site