Logo Observador
Benfica

Benfica acusa FC Porto de pirataria informática

806

Benfica vai avançar com queixas-crime contra diversos alvos ligados ao FC Porto por pirataria informática, após serem divulgadas trocas de emails internos. Sporting já se queixou do mesmo em 2015.

Sporting apresentou queixa em 2015 por piratia informática, agora é a vez do Benfica

Inácio Rosa/LUSA

É uma novidade nos tempos que correm e, pelos vistos, começa a atacar o futebol português: depois das suspeitas de pirataria informática que levaram o Sporting a apresentar queixa à Polícia Judiciária após o aparecimento do site Football Leaks, que revelou uma série de contratos e documentos dos leões, em 2015, agora é o Benfica que vai avançar com uma série de queixas-crime no seguimento da divulgação de emails internos no programa Universo FC Porto de Bancada, do Porto Canal, havendo a forte suspeita de roubo de dados através de um hacker.

De acordo com o que soube o Observador, os indícios começaram a surgir depois da divulgação de uma “cartilha” de apenas quatro páginas, que o Benfica disse ser falsa. Logo aí houve suspeitas a propósito da fuga da mesma, agora confirmadas com a divulgação de uma troca de emails no referido programa do Porto Canal que envolveu três pessoas do clube: Ana Paula Godinho, relações públicas dos encarnados, Domingos Soares de Oliveira, administrador da parte financeira da SAD, e Paulo Gonçalves, assessor jurídico.

Aí, Luciano Gonçalves, presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol, pede como presidente da Mesa da Assembleia Geral do Centro Recreativo de Alcanadas, uma aldeia na Batalha, o responsável pergunta a Ana Paula Godinho se haveria hipóteses de comprar 50 bilhetes mais baratos por forma a oferecer e levar avós e netos da localidade que nunca tinham ido a um jogo de futebol ao Benfica-Marítimo, no feriado da última sexta-feira. O email foi depois reencaminhado para Domingos Soares de Oliveira, que responde com conhecimento de Paulo Gonçalves, que por sua vez comenta também o facto e a relação do clube com o líder da APAF. Tudo revelado numa peça (pode ver aqui, a partir do minuto 44).

Assim, é crível que o Benfica avance com queixas-crime contra o Porto Canal, pela divulgação da troca de emails internos; Francisco J. Marques, diretor de comunicação dos dragões, pelos comentários feitos no seguimento da peça; e contra o FC Porto. E que vão seguir para o Ministério Público, para a Polícia Judiciária, para a ERC e para a CMVM. Até porque, já na semana passada, o mesmo programa tinha falado de um email enviado pelo chefe de segurança dos encarnados a Domingos Soares de Oliveira a propósito das claques, email esse que teria sido conhecido através de um blogue chamado “Benfica Leaks”.

Em paralelo, as fontes contactadas garantiram que, além do crime informático em causa, existiu manipulação e deturpação da informação que estava nesses emails. Que outra informação poderá ter sido “desviada”, isso ninguém sabe.

Recorde-se que, em 2015, no seguimento da divulgação de muitas informações confidenciais como o contrato celebrado com Jorge Jesus, o Sporting avançou com uma queixa para a Polícia Judiciária contra desconhecidos, por entender que alguém terá invadido de forma ilícita os servidores informáticos do clube. A partir daí, as medidas internas de segurança em Alvalade foram amplamente reforçadas.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: broseiro@observador.pt
Educação

O Filipa e a escola pública

Maria José Melo

Portugal só será realmente um país civilizado quando existir consciência cívica por parte de todos os cidadãos. Foi esta visão que adquiri no Liceu D. Filipa de Lencastre e me acompanhou toda a vida.