Logo Observador
Lifestyle

Cabelo: previna os “bad hair day”

Sofre de queda de cabelo? Procure a fonte do problema: será do stresse ou do tempo? Será hereditária? Proteger e cuidar de cada uma das causas é o primeiro passo para um cabelo saudável. Sem queda

www.gratisography.com

Mais vale prevenir do que remediar. Pode parecer uma lengalenga do tempo das nossas avós, mas, se pensar bem, faz muito mais sentido do que parece. E no que ao cabelo diz respeito também. Na língua inglesa, o termo “bad hair day” tornou-se um chavão universal e, na verdade, estudos realizados na Universidade de Yale indicaram que estes “dias de cabelo mau” são reais e produzem consequências negativas na perceção que temos de nós próprios, afetam a autoestima e intensificam as inseguranças sociais.

Curiosamente, tanto as mulheres como os homens são afetados negativamente pelos problemas capilares, sendo a queda de cabelo a maior preocupação.

Cinco perfis de queda: descubra o seu

Há cinco momentos na nossa vida em que podemos passar por um período de queda. A que é gerada pelo stresse (e, infelizmente, inevitável para 50% das pessoas), a queda sazonal (que é normal e nos afeta a todos na mudança de estação, podendo ser mais ou menos intensa), a queda pós-parto (depois da gravidez, as mulheres passam por um período de queda excessiva mas é reversível), a queda na menopausa (quando o cabelo fica progressivamente mais fraco, fino e menos denso) e, por último, a de causa hereditária (uma pré-disposição resultante do nosso próprio património genético e que, normalmente, afeta mais os homens).

O British Journal of Dermatology explica que um cabelo humano demora entre dois a seis anos a crescer. E, em qualquer momento, 90% do cabelo está em fase de crescimento enquanto os restantes 10% estão em fase de repouso durante cerca de três meses antes de cair. Este é o ciclo normal. Mas há fases mais propensas a uma queda, como após o verão, quando se torna mais intensa para cerca de 70% das pessoas, devido à fragilização causada pelo sol, água, sal, cloro e desidratação. Além disso, o próprio cabelo reage ao ambiente. O que significa que, se estiver fraco, o corpo vai prender os fios em repouso durante o verão, para proteger o couro cabeludo contra o sol forte da época. O que é que acontece cerca de 100 dias depois? Estamos no Outono. E o cabelo? Começa a cair, resultando numa queda sazonal acentuada.

O que fazer para prevenir e combater a queda?

Regressando ao início, mais vale prevenir do que remediar. Já diziam as nossas avós e, afinal, tinham mesmo razão. Se não esperar pela queda para atuar, e optar por um programa de manutenção para fortalecer o bolbo capilar para que consiga um fio mais espesso e resistente agora – no fim do inverno – vai fazer com que, durante os meses de calor que se avizinham, o cabelo se consiga proteger de uma queda acentuada posterior. Pode usar ampolas, champôs próprios, tomar vitaminas, fazer tratamentos para a queda de cabelo e usar protetores solares capilares. Tudo o que fortaleça os fios é um bom começo.

Além disso, um dos grandes problemas para quem sofre de queda de cabelo é saber a fonte do problema. Será stresse? Será do tempo? Será hereditária? E se não se sabe o que está a despoletar a queda como é que se consegue atuar? Dercos Aminexil Clinical 5 de Vichy é uma fórmula nova que vem responder a esta dificuldade sentida por homens e mulheres, porque consegue atuar em todas estes perfis de queda. Num mercado com tantas opções disponíveis, esta é uma resposta fácil, eficaz e adaptada a todos os problemas.

E mais do que tratar, também ajuda a proteger os fios porque vai atuar em cinco alvos identificados como determinantes na queda do cabelo – reforça a ancoragem do cabelo, melhora a microcirculação no couro cabeludo, deixa os fios visivelmente mais fortes e resistentes, diminui os desequilíbrios no couro cabeludo que estimulam a queda e reforça a barreira de proteção capilar.

E depois?

Depois, respeite o seu couro cabeludo. No início do ano, o jornal New York Times escrevia que as mulheres estão a lavar o cabelo menos de três vezes por semana pela primeira vez em dez anos. O que traz vantagens: lavagens menos frequentes fazem bem à saúde do cabelo porque os óleos que são produzidos naturalmente pelo couro cabeludo ajudam a manter os fios hidratados e saudáveis.

Por outro lado, lavar o cabelo ajuda a eliminar os 100 fios de cabelo que caem todos os dias. Espaçar demasiado as lavagens em períodos de queda, poderá ser enganador e até mesmo contraproducente, pois dá a ilusão de que estamos a perder mais cabelo, o que vai gerar mais preocupação, stresse e queda. Use o senso comum para não se preocupar desnecessariamente.

Mas há outras medidas que pode tomar para prevenir a queda durante os próximos meses: evite esfregar o cabelo com a toalha depois do banho ou penteados apertados, use protetores de calor antes de secar o cabelo e proteja os fios da exposição solar.

Para mais informações sobre Dercos Aminexil Clinical 5 consultar o site de Vichy.

Conteúdo produzido pelo OBS Lab. Para saber mais, clique aqui.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: obslab@observador.pt