Logo Observador
Celebridades

Met: o show alternativo na casa de banho que quebrou as regras de Anna Wintour

Os convidados da Met Gala até podem estar proibidos de fumar e tirar selfies durante o evento, mas nem por isso o deixam de fazer. "Tudo acontece nos lavabos", confirmou Stella McCartney no Instagram.

Um bilhete para a Met Gala pode custar, em média, cerca de 27 mil euros (e 252 mil euros por uma mesa), mas a verdadeira gala e festa com celebridades aconteceu na casa de banho unisexo do Metropolitan Museum of Art. Para fugir às regras restritas de Anna Wintour, a diretora da revista Vogue norte-americana e organizadora do evento de beneficência, os convidados VIP conviveram e cometeram uma série de transgressões ao que estava previamente definido: fumaram, tiraram selfies e participaram em produções improvisadas de cigarro na mão durante a sua passagem pelo WC.

Tudo acontece nos lavabos“, escreveu a criadora Stella McCartney no Instagram ao lado das amigas Maggie Gyllenhaal e Kate Bosworth. Nomes como Behati Prisloo, Taylor Hill, Hailey Baldwin, Bella Hadid, Paris Jackson, Dakota Johnson e Rita Ora também marcaram presença.

This is where it's at and yes, that is indeed Catherine Deneuve XPG.

A post shared by Prabal Gurung (@prabalgurung) on

Na noite desta segunda-feira, Kylie Jenner seguiu o exemplo e quebrou as regras ao publicar uma imagem chamada “annual bathroom selfie” (“selfie anual na casa de banho”) no Instagram com as irmãs e os amigos no WC: Kim Kardashian e Kendall Jenner, o rapper ASAP Rocky, Paris Jackson, a filha de Michael Jackson, a modelo Lily Aldridge, o produtor Sean Diddy Combs, a modelo Ashley Sanders. A selfie também contou com a presença do cantor Frank Ocean e as atrizes Michelle Monaghan e Brie Larson.

annual bathroom selfie

A post shared by Kylie (@kyliejenner) on

Foi em 2015 que Anna Wintour, pela primeira vez, pediu aos convidados da Met Gala para não tirarem fotografias no interior do museu, alegando motivos de segurança. Mas o código de conduta tem sido contornado pelos famosos na casa de banho.

Gala do Met homenageia extravagância

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: ssilva@observador.pt
Amor

A lição que Portugal deveria aprender com o Brasil

Ruth Manus
215

Foi aí que percebi que “eu te amo” seria uma belíssima solução para o amor português. Na verdade, nós no Brasil nem falamos o “eu”. Basta o “te amo”. O que importa é que é uma expressão fácil.