Papa em Fátima

Vaticano revela ligeiro aumento da percentagem de católicos em Portugal

A Igreja Católica em Portugal registou, em 2015, um ligeiro aumento na percentagem dos católicos face a 2010, de acordo com dados do Vaticano divulgados esta quarta feira.

A Santa Sé revelou que, em Portugal, existem um total de 9,183 milhões de católicos numa população de 10,34 milhões de pessoas, correspondendo a uma percentagem de 88,7%.

ROGER ANIS / POOL/EPA

A Igreja Católica em Portugal registou, em 2015, um ligeiro aumento na percentagem dos católicos face a 2010, ano em que o papa Bento XVI visitou Portugal, de acordo com dados do Vaticano divulgados esta quarta feira.

A Sala de Imprensa da Santa Sé revela que, em Portugal, existem um total de 9,183 milhões de católicos numa população de 10,34 milhões de pessoas, correspondendo a uma percentagem de 88,7%, mais quatro décimas do que em 2010.

Há sete anos, quando Bento XVI esteve em Lisboa, Fátima e Porto, o número de católicos portugueses divulgado pela Santa Sé era de 9,36 milhões numa população de 10,6 milhões de habitantes, noticiou a agência Ecclesia. Estes números foram recolhidos pelo Serviço Central de Estatística da Igreja e referem-se a 31 de dezembro de 2015.

Os números foram divulgados pela Santa Sé a nove dias da visita do papa Francisco para canonizar os pastorinhos Francisco e Jacinta, em Fátima, em 13 de maio, no centenário das “aparições”.

Segundo a agência Ecclesia, entre 2000 e 2008 o número de sacerdotes diocesanos baixou de 3.159 para 2.524 e o clero religioso desceu de 1.078 para 907 padres. Em 31 de março de 2017, a Igreja Católica em Portugal tinha 49 bispos, 3.431 padres, 360 diáconos permanentes, 237 religiosos e 4.603 religiosas. Há ainda 58.962 catequistas num total de 4.424 paróquias e 2.293 outros centros pastorais, em 21 dioceses.

A Santa Sé, de acordo com a Ecclesia, organiza uma conferência de imprensa na sexta-feira, em Roma, para apresentar a visita do papa, com o porta-voz do Vaticano, Greg Burke, a porta-voz do Santuário de Fátima, Carmo Rodeia, e o diretor do Departamento de Comunicação do Patriarcado de Lisboa, padre Nuno do Rosário Fernandes.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Política

O vídeo das nossas vidas

Helena Matos
904

Beija-mão presidencial ao Papa em Monte Real. Um primeiro-ministro a brincar às amas. O país olha para o lado. E indigna-se com o "Correio da Manhã". É a propaganda, senhores. É a propaganda.

Politicamente Correto

É difícil comer cabrito vivo

Helena Matos

Estava a perceber quando terão os trabalhadores do sector privado as suas 35 horas e eis que constato que a Nação se mobiliza contra uma ignomínia: a morte de um cabrito num congresso de cozinheiros 

Saúde Pública

Votar o futuro da Saúde da nação

Francisco Goiana da Silva

Resta-nos a nós, cidadãos, esperar que quando esta medida de Saúde Pública [taxa do sal] for votada, os deputados não se esqueçam de acautelar a vontade da sociedade. 

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site