Logo Observador
Exercício Físico

5 exercícios para treinar com o seu bebé

Depois da gravidez, chega a hora de recuperar a condição física e estética. Com a ajuda do personal trainer Nuno Neves, o Observador fez um treino para recriar diariamente em casa acompanhada do bebé.

Depois de cerca de nove meses de gravidez, as alterações que o corpo feminino sofre não desaparecem rapidamente e, por isso, é importante retomar a prática de exercício físico. Nesta altura, os treinos devem ser realizados de forma gradual porque, para além de estar em baixo de forma, alimentará o seu filho durante alguns meses. “Aproveite para caminhar muito com o seu bebé. Respire ar puro e queime algumas categorias em simultâneo”, aconselha Nuno Neves no guia prático Treine Como Uma Estrela.

No entanto, o personal trainer alerta que antes de iniciar o seu esquema de exercícios de musculação, deverá testar o afastamento da sua linha média abdominal ou linha alba. “Com a gravidez, verifica-se um afastamento médio da sua parede abdominal. Esta perde funcionalidade, mas prepara a mulher para o parto”, justifica o treinador profissional de apresentadoras como Cristina Ferreira.

Deste modo, só tem de se deitar de barriga para cima e, de forma relaxada, tentar encaixar dois ou mais dedos na sua linha média abdominal. Se conseguir esse encaixe, isso significa que a sua parede abdominal ainda não voltou à posição natural. Logo, não deverá estimular a zona em demasia. Caso consiga encaixar somente um dedo, esse facto é sinónimo de que o seu corpo está preparado para ser estimulado em intensidades mais elevadas”.

O livro foi publicado pela editora Chá das Cinco e custa 16,60€.

Para recuperar a sua condição física e estética, recrie diariamente o plano de treino animado na fotogaleria do Observador com a ajuda do próprio Nuno Neves. Execute uma ou duas séries do circuito entre 12 a 15 repetições acompanhada pelo seu bebé. Inicialmente, o personal trainer recomenda que execute uma série de cada exercício, com descanso de transição entre cada um, “quantas voltas lhe apetecer e conseguir suportar”.

Texto de Sílvia Silva, ilustração de Maria Gralheiro.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: ssilva@observador.pt
Família

Guerra e Paz

Margarida Alvim

Há muitas famílias assim. Conjuntos de pessoas que vivem debaixo do mesmo tecto. Os pais sabem de todos, mas cada irmão sabe de si. A razão só pode ser uma: falta de confiança. E falta de amizade.

Venezuela

O drama da comunidade portuguesa na Venezuela

Daniel Bastos

A falta de segurança e o caminho que a Venezuela parece seguir rumo ao abismo estão a levar muitos emigrantes a regressarem para Portugal, sendo já notório que há cada vez mais a voltarem à Madeira.

Família

Guerra e Paz

Margarida Alvim

Há muitas famílias assim. Conjuntos de pessoas que vivem debaixo do mesmo tecto. Os pais sabem de todos, mas cada irmão sabe de si. A razão só pode ser uma: falta de confiança. E falta de amizade.

Catolicismo

Medjugorje: solução à vista?

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Para um cristão a investigação sobre as supostas aparições de Medjugorge faz sentido, pois deve conhecer a solidez das suas convicções e estar preparado para responder a quem lhe pedir razão da espera