Logo Observador
Rosto

Depilar o rosto. Como, quando e porquê?

A maioria das mulheres faz depilação facial mas esta ainda é um tabu. Quer queira aparar a penugem ou arrancar o mal pela raiz, reunimos um guia com o que precisa de saber (e ainda alguns produtos).

Autor
  • Helena Magalhães

Depilar o rosto? Quem, eu? Claro que não. A verdade é que chegámos a 2017 e este (ainda) é um tema tabu: nenhuma mulher gosta de assumir que faz depilação no rosto. Mas o mais provável é que muitas o façam e exista um qualquer produto depilatório em todas as casas de banho. Por cima dos lábios, no queixo, na mandíbula, sobrancelhas e testa — as zonas do rosto feminino normalmente depiladas –, infelizmente ainda há um estigma associado aos pelos faciais que faz com que este seja um assunto que mexa com a auto-estima de muitas mulheres. Porque há quem tenha apenas aquela penugem mas também há quem tenha pelos fortes, visíveis e grandes.

Longe de ser um defeito, é apenas uma condição perfeitamente normal do corpo humano. E até algumas das mulheres mais bonitas do mundo se “barbeavam” — como Elizabeth Taylot, Marilyn Monroe ou mesmo Cleópatra — para deixar o rosto mais suave, a maquilhagem mais bonita e, acima de tudo, para ter um rosto brilhante. Então, para quem não foi afortunada com uma pele de bebé — praticamente todas as mulheres –, há muitas opções. Quer opte por deixar o trabalho na mão de profissionais, quer faça a depilação na tranquilidade (e discrição) da sua casa, eis tudo o que precisa de saber.

Como preparar a pele para a depilação?

Qualquer que seja o método de depilação que usa, será uma agressão para a pele. Então, o ideal será limpar bem o rosto, aplicar um tónico para deixar o pH equilibrado (se limpar com água micelar não precisa desta etapa) e, no fim, secar bastante bem com uma toalha. O site de beleza Byrdie acrescenta que, se faz tratamentos com retinol ou à base de ácidos, é melhor não os aplicar cinco dias antes de fazer a depilação porque deixam a pele propensa a irritações.

Quando é que não se deve fazer a depilação?

Há quatro momentos em que nunca deve fazer depilação:

  • Nos dias antes da menstruação: a pele pode estar mais sensível e sofrer alguma reação;
  • Quando se tem a pele inflamada: a depilação vai inflamar ainda mais;
  • Em períodos de acne: os químicos fortes usados em alguns cremes de depilação podem levar ao aparecimento de manchas. Além disso, a depilação pode remover a camada superficial da pele e deixar os poros expostos, o que deixa a pele mais vulnerável à entrada de bactérias e ao aumento das borbulhas;
  • E durante a exposição solar: principalmente para quem faz com cera ou cremes porque há o risco de pigmentar a pele com o sol. Durante o verão, é preciso escolher outras opções.

O que aplicar depois da depilação?

É normal a pele ficar avermelhada e sensível porque a depilação é uma agressão, ainda que mínima. O ideal será aplicar produtos calmantes com ingredientes que refrescam e acalmam como aloé vera e camomila. Se sofrer algum tipo de reação ou queimadura, o site Byrdie reforça que o melhor a fazer será aplicar cremes para queimaduras e nunca, nunca, nunca colocar produtos perfumados ou com ingredientes fortes nem apanhar sol – especialmente por cima dos lábios. Corre o risco de ficar com marcas de pigmentação (que vão parecer um bigode).

Se depilar o rosto, vou ter ainda mais pelos?

Este é um tema controverso e que vai criar eternas dúvidas. Mas esqueça este mito: os métodos depilatórios que cortam o pelo na superfície e não pela raiz (como lâminas ou cremes) nunca irão engrossar o pelo ou aumentar a seu crescimento. O que acontece é que, ao ser cortado a meio, o pelo fica com a sua parte mais grossa à superfície e, assim, cria a sensação de que nasce mais forte. Por outro lado, alguns traumas repetidos a um folículo – como a depilação com pinça – podem causar a permanente falha desse pelo (como as mulheres que fazem as sobrancelhas com pinça durante anos e perdem os pelos permanentemente).

Quais os melhores métodos de depilação facial?

  • Pinça: é o melhor método para áreas pequenas como sobrancelhas e queixo, por ser um trabalho localizado. Neste artigo, explicamos como depilar as sobrancelhas.
  • Cremes: os cremes são seguros, rápidos de usar e sem qualquer dor, ideais para o queixo, mandíbulas e zona acima do lábio. Mas há uma regra: usar apenas os cremes específicos para rosto e nunca ultrapassar o tempo recomendado.
  • Cera: é um método rápido, prático e que retira o pelo pela raiz. Pode ser usado por cima dos lábios, queixo, mandíbulas e testa com facilidade. A cera fria (a mais comum) é boa em pele normal e seca mas as peles sensíveis devem optar por cera quente.
  • Lâminas e navalhas: costumam ser o bicho-papão mas, atualmente, já existem lâminas próprias para depilação facial. A melhor forma de as usar será no banho ou logo depois porque a pele está amolecida e vai ficar menos irritada.
  • Threading: ou a depilação com linha, é uma técnica que se tornou popular nos últimos anos. É um método suave de puxar os fios pela raiz, como a cera, mas sem retirar a camada superficial da pele. Funciona melhor em áreas mais pequenas como as sobrancelhas e por cima dos lábios. Por ser difícil de fazer sem técnica, é um método para fazer com profissionais especializados.
  • Laser: para quem prefere uma solução mais permanente, já há várias formas de depilação a laser que, em várias sessões, conseguem destruir os folículos. A desvantagem? É um método mais caro e difícil para quem tem pelos muito claros ou finos. Também existem máquinas para fazer em casa mas, tal como nas clínicas, requer um investimento monetário.

Na fotogaleria, veja alguns acessórios e produtos que vão tornar a depilação facial um gesto fácil e rápido de incluir na sua rotina de beleza.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt