Rússia

Rússia. Jovem condenado a 3 anos e meio de prisão por jogar Pokémon Go numa igreja

Um jovem russo foi condenado esta quinta-feira pelos crimes de insulto a crença religiosa e incentivo ao ódio. Tudo porque jogou Pokémon Go dentrou de uma igreja.

No vídeo, Ruslan mostra-se ciente de que o que estava a fazer era crime

Um jovem russo foi condenado esta quinta-feira pelos crimes de insulto a crença religiosa e incentivo ao ódio. Tudo porque jogou Pokémon Go dentrou de uma igreja.

O tribunal de Yekaterinburg condenou Ruslan Sokolovsky, de 22 anos, a três anos e meio de prisão. O jovem, que possui um blog, filmou-se a entrar dentro de uma igreja ortodoxa e a jogar Pokémon Go. Tudo isto se deu em agosto do ano passado. A sentença foi agora conhecida.

No vídeo, Ruslan mostra-se ciente de que o que estava a fazer era crime. “Mas [essa lei] não faz sentido nenhum” chega a dizer “Quem é que me vai prender por estar dentro de uma igreja a utilizar um smartphone?” Entrou, filmou, jogou e passado pouco tempo foi detido.

Numa busca à sua casa, as autoridades russas encontraram ainda uma caneta com uma câmara oculta. Por isto, foi também indiciado pelo crime de tráfico ilegal de equipamento técnico especializado”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site