Logo Observador
Lojas

Bata na madeira, a Amazingstore chegou ao Príncipe Real

Custou mas foi. Depois de estar presente em feiras e centros comerciais, a Amazingstore abriu a primeira loja de rua e trouxe os óculos, relógios, carteiras e laços só de madeira até ao Príncipe Real.

A música que ecoa pela Rua Dom Pedro V não passa despercebida aos ouvidos dos turistas que passeiam pelo Príncipe Real. “Amazingstore? Será que a loja é assim tão fantástica?”, pergunta um cliente com sotaque britânico à entrada do novo espaço com apenas dois meses. O som vem de uma coluna de madeira, com um aspeto tão rústico quanto moderno, que faz companhia a óculos, gravatas, carteiras, relógios e despertadores também feitos de madeira. “Começámos online em 2011 e chegámos aos centros comerciais em 2012 com produtos inovadores da marca Suckuk como o íman abre-garrafas para o frigorífico, postais de madeira e um bule de chá terrorista”, explica Tiago Ribeiro, fundador do projeto, ao Observador. “Quando surgiram os relógios de madeira decidimos mudar o rumo e apostar só em acessórios ecológicos feitos com madeira sustentável, como o bambu e madeira reaproveitada.”

O proprietário Tiago Ribeiro, de laço de madeira, já tinha aberto uma loja da marca no centro comercial Oeiras Parque em novembro de 2015. (foto: André Carrilho/Observador)

Em resposta, nasce a Amazingstore “repleta de artigos criativos, surpreendentes e originais” como laços e gravatas de madeira, teclados wireless de bambu e carteiras mágicas (como Tiago Ribeiro lhes chama). Numa das prateleiras, encontra os relógios de madeira reciclada WeWOOD que se comprometem a plantar uma árvore por cada peça vendida. Ao balcão, os óculos de madeira Proof prometem doar parte dos seus lucros a organizações sem fins lucrativos que lutam contra doenças como cataratas. Já à saída, os auriculares da LSTN revertem parte dos seus lucros para a associação Starkey Hearing Foundation que ajuda pessoas com problemas auditivos. Os preços das peças, em média, rondam os 100€ mas começam nos 20€ e acabam nos 260€, no caso das edições limitadas.

Apostamos em marcas com responsabilidade social e ambiental, quer sejam ou não portuguesas, porque já aprendi que devemos avaliar um artigo pela qualidade e não pelo país de origem. O nosso conceito reside em comercializar artigos originais mas sempre com um lado natural”, diz.

Junto ao balcão, encontra à venda acessórios de madeira reaproveitada da marca Wood’d para iPhone 6 e 7. (foto: André Carrinho/Observador)

Ao longo dos 70 metros quadrados, há ainda espaço para vender roupa de algodão orgânico e para um pequeno bar apelidado de O Copo. Aos fins de semana, é servido brunch (13,50€) e petiscos como empadas (1,50€), tábua de queijos (11€) e iogurte com granola (3,50€) na esplanada interior com quatro mesas de madeira, claro. “O nosso objetivo passa não por ser uma loja de madeira reaproveitada mas uma loja sustentável que vende artigos originais à base de materiais reciclados como cortiça ou pedra”, clarifica o proprietário Tiago Ribeiro. “No futuro, queremos continuar a marcar presença em feiras artesanais e mercados do design porque gostamos de estar perto das pessoas e chamar à atenção para a importância da sustentabilidade”, conclui o fundador da marca.

Com capacidade para 12 pessoas, a esplanada interior chama-se O Copo e serve bebidas e snacks. Ao fim de semana ainda há brunch. (foto: André Carrilho/Observador)

Nome: Amazingstore
Morada: Rua Dom Pedro V, 77 (Príncipe Real), Lisboa
Horário: De terça a domingo, das 11h às 20h
Preços: De 20€ a 260€
Contacto: 215 819 338
Site: amazingstore-pt.com

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: ssilva@observador.pt