Venezuela

Venezuela. Português e filha assassinados em assalto

Um arquiteto português e a filha foram assassinados na quinta-feira por três homens armados que assaltaram a sua casa, em vilas de San Diego, no estado venezuelano de Carabobo.

Familiares da vítima disseram que a mulher do arquiteto, e mãe da jovem, conseguiu esconder-se num armário, tendo sobrevivido ao assalto

LUSA

Autor
  • Agência Lusa

Um arquiteto português e a filha foram assassinados na quinta-feira por três homens armados que assaltaram a sua casa, em vilas de San Diego, no estado venezuelano de Carabobo, disseram fontes da comunidade à Lusa.

Segundo as mesmas fontes, o assassínio teve lugar pouco antes da meia-noite local, durante um apagão elétrico.

Os três homens terá usado uns andaimes de uns pedreiros que trabalhavam numa quinta do lado para chegar ao segundo andar da casa dos portugueses, tendo assassinado a tiro o pai e depois a filha, fugindo depois do local.

O Arquiteto tinha 55 anos e a filha, estudante de arquitetura da Universidade José António Paéz, 24.

Familiares da vítima disseram que a mulher do arquiteto, e mãe da jovem, conseguiu esconder-se num armário, tendo sobrevivido ao assalto.

Os crimes estão a ser investigados pelo Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (CICPC, antiga Polícia Técnica Judiciária).

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site