Papa em Fátima

Fátima nas redes. Do “mar de velas” à paz na Venezuela

Peregrinos e jornalistas têm partilhado no Twitter várias imagens e vídeos do recinto. A procissão das velas foi um momento alto, mas a manhã de sábado trouxe um pedido venezuelano à Virgem Maria.

MÁRIO CRUZ/LUSA

Papa em Fátima, Fátima 2017 ou simplesmente Fátima. São estas algumas das hashtags que peregrinos, jornalistas e até forças da autoridade têm utilizado para partilhar os momentos do Papa Francisco no santuário de Fátima. Além das imagens da procissão das velas, muito partilhadas, há também outras mensagens. Nesta manhã de sábado, uma bandeira que pede à Virgem Maria “paz para a Venezuela” tem sido fotografada e partilhada em vários tweets.

Ainda antes de o helicóptero do Papa Francisco aterrar em Fátima já os peregrinos captavam imagens do ar para mais tarde partilharem. Neste caso, uma crente acompanha uma imagem com uma mensagem: “Tenham sempre fé”.

Adelaide Mena, jornalista da Catholic News Agency, elege esta canção de jovens católicos, gravada no recinto do santuário na sexta-feira, como um dos seus momentos favoritos do dia.

A procissão das velas foi um momento que os peregrinos partilharam muito no Twitter. Muitos seguraram na vela com uma mão e num telemóvel com a outra. A crente espanhola Matilde Latorre regista o momento de oração, enquanto Alan Holdren, enviado da Catholic News Agency, capta em vídeo o que chama de “mar de velas”. A também crente Leila Ferreira diz que “não há palavras para descrever o momento” enquanto partilha uma imagem da procissão.

Há também quem não tenha conseguido estar presente, mas desejasse estar em Fátima.

As próprias autoridades, neste caso a Guarda Nacional Republicana, foi partilhando fotos na sua conta no Twitter de militares da GNR a fazer segurança ao recinto. “Este é o ambiente que se vive no santuário“, escrevia a GNR durante a procissão das velas.

Antes disso, já a GNR tinha partilhado um militar da GNR enquanto olhava para o Papamóvel quando o Papa acenava aos fiéis nas ruas de Fátima.

Ainda antes da procissão das velas, o jornalista de religião da Rádio Renascença, Filipe d’Avillez, questionava se esta iria ser a imagem do dia.

Já pela manhã deste sábado, a correspondente do diário argentino La Nación no Vaticano, Elisabetta Piqué, partilhava o seu “pequeno-almoço antes da missa de canonização dos pastorinhos.”

Várias pessoas, de jornalistas a crentes, patilharam no Twitter uma bandeira da Venezuela, onde peregrinos pedem à virgem de Fátima “liberdade para a Venezuela”.

O próprio Papa Francisco utilizou o Twitter, às 07h00 de sábado, para dizer que se inspira em Maria para acreditar na “força revolucionária da ternura e do carinho”.

A fadista Mariza, católica, confessa-se, no Twitter, fã do Papa Francisco. Mariza tem um relação forte com a fé. Quando teve um filho prematuro, que lutou pela vida durante quatro meses. Os médicos chegaram a dizer que tinham esgotado cientificamente as opções e então Mariza falou com Deus, como faz todos os dias e perguntou: “O que é que Tu me queres mostrar que eu não estou a entender? Qual é a mensagem que eu não entendo? Queres-me mostrar que eu tenho de aprender o que é dor? O que é perder uma pessoa que já amo e quero tanto na minha vida? O que me queres ensinar?” E pediu: “Se tem que terminar, que termine agora, que o meu bebé está a sofrer tanto! Já não quero saber de mim, quero saber é dele! Vamos terminar agora, aqui”. Mas passadas duas semanas, o bebé recuperou.

Também têm existido diversas partilhas no Instagram. António Costa publicou na sua conta de Instagram uma fotografia com o Papa. O primeiro-ministro encontrou-se com Francisco, esta manhã em Fátima, antes da cerimónia de canonização dos pastorinhos.

“O encontro com o líder da Igreja Católica foi um momento muito emocionante”, lê-se na legenda da fotografia.

Na noite da procissão das velas, António Costa partilhou uma foto ao lado do Presidente da República, Marcelo Rebelo Sousa.

A artista plástica Joana Vasconcelos também aproveitou para demonstrar a sua fé no Instagram, além de partilhar o momento em que o terço gigante que criou se iluminou pela primeira vez e de tirar uma foto ao lado de Marco Paulo.

Emoção

A post shared by Joana Vasconcelos (@joana_vasconcelos_official) on

Marco Paulo e Joana

A post shared by Joana Vasconcelos (@joana_vasconcelos_official) on

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rpantunes@observador.pt
Política

O vídeo das nossas vidas

Helena Matos
904

Beija-mão presidencial ao Papa em Monte Real. Um primeiro-ministro a brincar às amas. O país olha para o lado. E indigna-se com o "Correio da Manhã". É a propaganda, senhores. É a propaganda.

Papa em Fátima

«Temos Mãe!»

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
700

É natural que os pais se alegrem com os êxitos dos seus filhos, mas não é comum que assumam as suas culpas quando sofrem a tristeza de um filho os ferir com a indignidade de um comportamento criminoso

António Costa

Um homem, de facto, muito perigoso

Paulo Tunhas

Há uma explicação para o grotesco. Costa ocupa simultaneamente dois cargos. Primeiro, é sócio-gerente da empresa Geringonça. Depois, é primeiro-ministro de Portugal. A ordem aqui não é arbitrária.

Incêndios

Uma tragédia escolhida por nós

Helena Garrido
399

António Costa é responsável por políticas que queremos e por isso a tragédia dos incêndios é também um peso para a nossa consciência. Fomos nós que escolhemos abandonar aquelas pessoas.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site