Solidariedade

Neste futebol, todos contam

158

Sabia que Portugal também é Campeão Europeu de Futebol de Rua? O kick off do Torneio Nacional juntou centenas de pessoas em Lisboa para celebrar a inclusão através do desporto

FERNANDO BENTO

Ao chegar ao Terreiro do Paço, a música e as cores do estádio de futebol insuflável atraíram a curiosidade de quem por ali passou. Tudo a postos para o pontapé de saída do Torneio Nacional de Futebol de Rua, uma competição que promove a inclusão através do desporto e estimula o desenvolvimento de competências pessoais e sociais, para a integração social dos jovens.

“Is Cristiano Ronaldo going to show up?” questionou um turista britânico, antes de se aperceber da natureza do evento. O Projeto Futebol de Rua da Associação CAIS tem permitido a descoberta de autênticos craques que vivem em ambientes desfavorecidos e, muitas vezes, sem uma casa. Se tivessem oportunidade, muitos deles poderiam tornar-se profissionais de futsal ou futebol de “onze”. Podemos apontar exemplos como os de Daniel “Dani” Miranda e Bruno “Tocha” Almeida, jogadores graduados, além do Miguel “Mike” Romão, considerado o melhor guarda-redes do mundo em 2015 e trabalha como auxiliar numa escola, em Beja. Ou o Flávio “Rato” Pereira, que está a tirar um curso de Animação Turística e Hotelaria, a Jéssica “Jeka” Pacheco, o Fábio “Fabian” Pacheco e o Pedro “Pulga” Moutinho, todos da equipa bejense que acabaria por vencer esta jornada especial.

Em clima de festa, este evento assinalou o arranque da 14ª edição do torneio que promove a inclusão pelo desporto e os valores da economia social.

Ao final da tarde, entrou em campo uma equipa de “velhinhos” que surpreendeu os jogadores com momentos hilariantes. Entre eles, devidamente caracterizados, figuraram os atores Jorge Corrula e Rui Porto Nunes, o cantor Sérgio Rosado, os comediantes Nuno Duarte e Vasco Duarte (mais conhecidos como Jel & Falâncio) e o ex-futebolista Hugo Porfírio.

Lisboa acolheu este evento que contou com o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo e Augusto Baganha, Presidente do Conselho Diretivo do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), que destacou o “enorme êxito desportivo e social da iniciativa da Associação CAIS, que tem tido um papel determinante na sociedade portuguesa através deste projeto.” A inclusão social através do desporto é uma das prioridades do Programa Desporto para Todos, cujo sucesso passa pelas parcerias e pelo apoio de instituições privadas, associativas e empresariais. O dirigente aproveitou para sublinhar o apoio da Câmara Municipal de Lisboa na realização deste evento, rematando que “quando conseguimos juntar as forças das diversas instituições, os projetos são mais fáceis de implementar e consolidar.”

Por seu lado, o Administrador da Caixa Económica Montepio Geral, João Lopes Raimundo, realçou a importância deste programa de inclusão para a juventude através do futebol, que tem uma forte aposta na inovação social. O gestor do pelouro da Economia Social tem a expectativa de que este projeto venha a envolver mais de 100 Instituições Particulares de Solidariedade Social, ultrapassando as mil pessoas, numa iniciativa “com grande projeção que pode, de um ponto de vista aspiracional, ajudar muita gente a ver a vida de outra maneira.”

A Associação CAIS volta a contar, pelo segundo ano consecutivo, com o apoio do Montepio para dinamizar o projeto Futebol de Rua, que este ano contou com o novo campo de futebol insuflável, adquirido com o apoio do Banco e que vai permitir a realização dos torneios locais de uma forma mais uniforme e com maior qualidade para os vários distritos.

Esta iniciativa visa estimular a capacitação de indivíduos em situações de fragilidade e exclusão, fomentando o desenvolvimento de competências pessoais e sociais através do futebol. Tudo começou em 2004 e muitos participantes conseguiram superar situações de fragilidade e exclusão social, ficando mais capacitados para estabelecer um projeto de vida. No plano desportivo, este também tem sido um percurso de sucesso, com a Seleção Nacional de Futebol de Rua a tornar-se a primeira campeã europeia da modalidade, em novembro passado, na final disputada em Manchester, em Inglaterra. Esta mesma Seleção foi galardoada na Gala Quinas de Ouro 2017.

Encher as ruas de futebol

Depois de disputada a série de 20 Torneios Locais (entre 19 de maio e 9 de julho), acontece a Final Nacional, altura em que são selecionados os oito magníficos para integrar a seleção nacional e que vão disputar o campeonato do mundo. A “Homeless World Cup 2017” vai realizar-se entre 29 de agosto e 5 de setembro, na cidade de Oslo.

Assinalando o lançamento da temporada 2017, o evento permitiu juntar pela primeira vez os mecenas, patrocinadores e parceiros, que puderam entrar em campo e experimentar a dinâmica do Futebol de Rua, integrados nas diferentes equipas. Bem como antigos jogadores, elementos que integraram a Seleção Nacional Campeã Europeia e também os que agora iniciam este percurso.

O internacional português de futsal, Ricardinho, é o embaixador oficial da 14ª edição deste projeto. Atualmente a jogar em Espanha, foi recentemente eleito pela quarta vez, e terceira consecutiva, como o Melhor Jogador do Mundo, sendo o único português a conquistar este título. Quanto aos restantes atletas graduados continuam envolvidos no projeto como árbitros, treinadores ou young leaders.

Apoie e siga todos os jogos de Futebol de Rua desta temporada e fique a conhecer o plantel de jogadores que pode vir a integrar a seleção nacional que vai disputar o campeonato do mundo, em Oslo, Suécia, de 29 de agosto a 5 de setembro. Eles merecem!

Conteúdo produzido pelo OBS Lab. Para saber mais, clique aqui.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: obslab@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site