Logo Observador
Desporto

Rui Costa 2.º em etapa do Giro ganha por Omar Fraile

O português Rui Costa (UAE Emirates) foi o segundo classificado na 11.ª etapa da Volta a Itália em bicicleta, que foi ganha pelo espanhol Omar Fraile (Dimension Data).

Fraile foi mais forte do que Rui Costa no restrito 'sprint' final, negando ao português a sua quarta vitória de etapas em grandes voltas, depois de três triunfos na Volta a França (um em 2011 e dois em 2013)

MATTEO BAZZI/EPA

Autor
  • Agência Lusa

O português Rui Costa (UAE Emirates) foi, esta quarta-feira, segundo classificado na 11.ª etapa da Volta a Itália em bicicleta, que foi ganha pelo espanhol Omar Fraile (Dimension Data).

Na conclusão de uma fuga, no final dos 161 quilómetros de ligação entre Florença e Bagno di Romagna, Fraile foi mais forte do que Rui Costa no restrito ‘sprint’ final, negando ao português a sua quarta vitória de etapas em grandes voltas, depois de três triunfos na Volta a França (um em 2011 e dois em 2013).

Fraile cumpriu a tirada em 4:23.14 horas, o mesmo tempo atribuído a Rui Costa e ao francês Pierre Rolland (Cannondale-Drapac), terceiro classificado, enquanto o pelotão chegou cerca de dois minutos depois, com o holandês Tom Dumoulin (Sunweb) a conservar a liderança.

Na quinta-feira, a 12.ª etapa vai ligar Forlì a Reggio Emilia, na distância de 229 quilómetros.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Venezuela

O drama da comunidade portuguesa na Venezuela

Daniel Bastos

A falta de segurança e o caminho que a Venezuela parece seguir rumo ao abismo estão a levar muitos emigrantes a regressarem para Portugal, sendo já notório que há cada vez mais a voltarem à Madeira.

Família

Guerra e Paz

Margarida Alvim

Há muitas famílias assim. Conjuntos de pessoas que vivem debaixo do mesmo tecto. Os pais sabem de todos, mas cada irmão sabe de si. A razão só pode ser uma: falta de confiança. E falta de amizade.

Catolicismo

Medjugorje: solução à vista?

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Para um cristão a investigação sobre as supostas aparições de Medjugorge faz sentido, pois deve conhecer a solidez das suas convicções e estar preparado para responder a quem lhe pedir razão da espera