Juros da Dívida

Juros da dívida de Portugal a cair para mínimos a 5 anos

Os juros da dívida portuguesa estavam a descer esta quinta-feira a cinco anos para um nível mínimo dos últimos seis meses e a subir a dez anos.

Os juros da dívida portuguesa em todos os prazos ficaram a partir de 16 de março mais elevados devido ao efeito técnico da alteração dos 'modelos' para cálculo dos mesmos

MÁRIO CRUZ/LUSA

Os juros da dívida portuguesa estavam esta quinta feira descer a cinco anos para um nível mínimo dos últimos seis meses e a subir a dez anos, mas depois terem terminado na quarta-feira num mínimo desde novembro.

Cerca das 08h40 em Lisboa, os juros da dívida portuguesa a dez anos estavam a subir para 3,197%, contra 3,190% na quarta-feira, um mínimo dos últimos seis meses. Em sentido inverso, no prazo de cinco anos, os juros estavam a descer, para 1,594%, um mínimo dos últimos seis meses, contra 1,603% na quarta-feira. A dois anos, os juros estavam inalterados face a quarta-feira em 0,257%.

Os juros da dívida portuguesa em todos os prazos ficaram a partir de 16 de março mais elevados devido ao efeito técnico da alteração dos ‘modelos’ para cálculo dos mesmos. Em 15 de março, antes da alteração técnica, os juros de Portugal a dois, cinco e dez anos terminaram a -0,043%, a 1,678% e a 3,967%, respetivamente.

Esta quinta feira, os juros de Itália estavam a cair a dois anos e a subir a cinco e dez anos, enquanto os de Espanha estavam a subir em todos os prazos. Os juros da Irlanda estavam a descer a dois e cinco anos e inalterados a dez anos, enquanto os da Grécia subiam a cinco anos a dois e desciam a dez anos, únicos prazos disponíveis.

Juros da dívida soberana em Portugal, Grécia, Irlanda, Itália e Espanha cerca das 8h40:

2 anos… 5 anos… 10 anos

Portugal

18/05…….0,257….1,594……3,197

17/05…….0,257….1,603……3,190

Grécia

18/05……5,440….n disp…..5,649

17/05……5,438….n disp…..5,643

Irlanda

18/05…..-0,467…-0,099……0,836

17/05…..-0,466…-0,090……0,836

Itália

18/05…..-0,272….0,852……2,162

17/05…..-0,259….0,844……2,146

Espanha

18/05…..-0,322….0,330……1,568

17/05…..-0,325….0,326……1,550

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
António Costa

Pelos caminhos de Portugal

Paulo Tunhas

António Costa acha que “este ano foi particularmente saboroso para Portugal”. Houve, é verdade, os mortos dos fogos, houve Tancos, houve o caso da Raríssimas. Mas que importa isso?

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site