Greve

SATA e sindicato falham acordo e cenário de greve mantém-se

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil vai manter o pré-aviso de greve de junho, uma vez que as negociações com a administração da SATA foram "inconclusivas", disse fonte sindical.

Sindicato e administração da SATA retomaram as negociações esta quinta feira após 11 horas de reunião na passada sexta-feira.

Pedro Nunes/LUSA

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) vai manter o pré-aviso de greve de junho, uma vez que as negociações desta quinta feira com a administração da SATA foram “inconclusivas”, disse fonte sindical.

O dirigente sindical Bruno Fialho declarou à agência Lusa que “não há acordo consolidado”, após ambas as partes terem estado reunidas sete horas em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel.

Sindicato e administração da SATA retomaram as negociações esta quinta feira após 11 horas de reunião na passada sexta-feira, estando sobre a mesa, por parte do conselho de administração da SATA, uma proposta de acordo de empresa.

“As coisas estão num bom caminho, a maior parte do percurso está realmente feito. Continuamos a debater o que sempre quisemos do acordo da empresa e dos clausulados, bem como dos problemas que nos trouxeram até aqui”, declarou, na altura, aos jornalistas a presidente do SNPVAC, Luciana Passo.

O presidente do conselho de administração da SATA considerou, por seu turno, a reunião “muito produtiva”, acrescentando que foram dados passos “muito importantes do ponto de vista da empresa e do sindicato”.

“Vamos continuar a trabalhar, a fazer esforços no sentido de chegarmos a um bom entendimento”, declarou Paulo Menezes, que salvaguardou ter um “bom relacionamento” com o SNPVAC.

Tripulantes de cabine da Azores Airlines e da SATA Air Açores paralisaram durante os dias 01 e 02 de maio, tendo a greve deixado em terra mais de 1.300 passageiros, com o sindicato a afirmar que se registou uma adesão de 100%, número diferente do grupo SATA (66,9%).

Desconhece-se quando e se haverá uma nova ronda negocial, mantendo-se assim um pré-aviso de greve para os dias 1 e 2 de junho.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site