Brasil

Juiz brasileiro que liderou caso do ‘mensalão’ pede renúncia de Temer

O juiz brasileiro Joaquim Barbosa, relator no processo judicial do escândalo do 'mensalão' no Supremo Tribunal Federal, pediu a renúncia do Presidente Michel Temer.

FERNANDO BIZERRA JR./EPA

Autor
  • Agência Lusa

O juiz brasileiro Joaquim Barbosa, relator no processo judicial do escândalo do ‘mensalão’ no Supremo Tribunal Federal (STF), pediu sexta-feira a renúncia do Presidente Michel Temer.

“Os brasileiros devem se mobilizar, ir para as ruas e reivindicar com força: a renúncia imediata de Michel Temer” escreveu em uma mensagem publicada na rede de mensagens Twitter. Usar “o Palácio do Jaburu [sede do Governo] para pedir propina (suborno) a um empresário, seria um motivo forte o bastante para se desencadear um clamor pela sua renúncia”, completou o magistrado.

Joaquim Barbosa ficou conhecido no caso do ‘mensalão’, um escândalo de compra de apoios no Congresso brasileiro, que abalou o primeiro Governo do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O juiz, que deixou o STF em 2014, também fez críticas às repercussões das gravações que comprometeram Michel Temer. “Líderes políticos, empresariais, parte da mídia se incumbiram de minimizar a gravidade dos fatos” e “nada aconteceu, não é mesmo?” – ironizou Joaquim Barbosa.

Após a divulgação de áudios gravados pelo empresário Joesley Batista, um dos donos da empresa JBS, relativa a uma conversa comprometedora que teve com o chefe de Estado brasileiro. Michel Temer disse publicamente que não renunciará e alegou que as investigações do STF provarão que ele é inocente.

No entanto, a declaração não minimizou o estrago que o escândalo causou na sua imagem. O Presidente brasileiro já era extremamente impopular e, segundo uma pesquisa do Instituto Datafolha divulgada em abril, seu Governo tem apenas 9% de aprovação.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Estados Unidos da América

Carta da América

João Carlos Espada

Na América, está em curso um vigoroso renascimento conservador-liberal. Conseguirá a vaga conservadora em gestação na Europa acompanhar a linguagem liberal e anti-estatista da sua congénere americana?

Catalunha

A Catalunha e nós

Manuel Villaverde Cabral

Devido à política obtusa de Rajoy, uma boa parte dos catalães pretende mais do que equidade fiscal, como o governo aparentemente lhe propõe agora em troca do cancelamento do pseudo-referendo.

Autárquicas 2017

Falar de André Ventura

Alexandre Homem Cristo

Ventura está a ser sobrevalorizado – enquanto candidato e, mais ainda, enquanto intérprete de novos rumos para a direita. Um erro que, perante a tentação de leituras nacionais, será importante evitar.

Estados Unidos da América

Carta da América

João Carlos Espada

Na América, está em curso um vigoroso renascimento conservador-liberal. Conseguirá a vaga conservadora em gestação na Europa acompanhar a linguagem liberal e anti-estatista da sua congénere americana?

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site